Musa da Unidos de Vila Maria é impedida de desfilar por causa de tatuagem de Bolsonaro

Musa da Unidos de Vila Maria é impedida de desfilar por causa de tatuagem de Bolsonaro

“O que pesou na decisão da escola foi a intolerância das pessoas”.

Erika Canela, 27, musa da Unidos de Vila Maria e Miss Bumbum 2016 estava com tudo pronto para atravessar a avenida este ano, mas ela acabou sendo impedida de desfilar pelo vice-presidente da agremiação Valter Belo.

Segundo ele, a “recomendação” para não desfilar, seria devido às críticas que a morena vem recebendo em suas redes sociais por conta da tatuagem que fez em homenagem ao Bolsonaro. O vice-presidente da agremiação estaria querendo evitar polêmicas com o nome da escola de samba.

“Não vou poder mais desfilar. Tudo aconteceu depois que dei uma entrevista falando que mostraria a tatuagem do Bolsonaro na avenida e recebi muitas críticas. Fui muito discriminada por isso, me xingaram. Com isso, soube que a Liga das Escolas de Samba teria entrado em contato com a Vila Maria, falando que eu não poderia desfilar. Aí a escola entrou em contato comigo e resolvemos que  não vou mais desfilar. Não quero prejudicar a Vila Maria de forma alguma”, conta Erika Canela.

Leia também
Mulher com 1,80m de quadril faz sucesso no Instagram

A notícia acabou chateando Erika que continuou: “Chorei muito, fiquei bastante chateada mesmo. Estava com tudo pronto para o ensaio técnico na semana passada, no dia 16, e um pouco antes soube que seria melhor que eu não desfilasse. O que pesou na decisão da escola foi a intolerância das pessoas. Sou Vila Maria há três anos, já recebi até convite para ser rainha de bateria, tenho um enorme carinho por eles, e esse ano estou impedida de ser musa. Estou realmente triste com as pessoas que me criticaram e que causaram tudo isso. É muita intolerância por conta de uma tatuagem”, ressaltou a musa.

Tatuagens polêmicas

Apesar de dizer que ficou triste por não poder desfilar, a musa afirmou que não tem pretensão de esconder sua tatuagem. Inclusive, não é a primeira vez que ela se envolve em polêmicas sobre a escolha de suas artes. Antes da tatuagem de Bolsonaro, Erika havia feito um outra tão polêmica quanto essa: o rosto do presidente D. Trump logo abaixo de sua nuca. Na época, ela compartilhou o novo desenho e escreveu: “Qualquer semelhança é mera coincidência D. Trump x Bolsonaro. Direitas e conservadores. Mudança que o Brasil precisava. E que comece o mimimi.”

Depois da publicação, a miss  bumbum recebeu uma enxurrada de comentários negativos.

 

Fonte: Yahoo

Imagem: Ag news

Andressa Zabeu
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações