Eletromiograma (EMG): definição, funcionamento e riscos deste exame neurológico
Eletromiograma (EMG): definição, funcionamento e riscos deste exame neurológico

Eletromiograma (EMG): definição, funcionamento e riscos deste exame neurológico

Eletromiograma (EMG) é um exame que envolve o estudo da atividade elétrica dos nervos e músculos. Às vezes chamado de eletromiografia, é indicado na neurologia para detectar quaisquer anormalidades ou patologias de origem nervosa ou muscular.

O que é um eletromiograma e quando é indicado?

O eletromiograma é um dos exames médicos de referência em neurologia. É realizado usando um eletromiografia. Esse dispositivo tem a função de enviar estimulação elétrica para os músculos para observar sua reação. O neurologista pode, assim, estudar a capacidade do músculo de se contrair, assim como a qualidade das conduções nervosas que enviam os sinais ao músculo.

Esse exame médico é indicado para pessoas que sofrem de perda do tônus muscular, dor muscular (mialgia) ou afecção muscular (miastenia). Permite ressaltar o dano neural ou neuropatia, especialmente após um acidente grave ou se o paciente sentir parestesia formigamento, membros dormentes).

O eletromiograma também é usado para monitorar a progressão de uma doença do sistema nervoso periférico, como a síndrome de Guillain-Barré.

Como ocorre um eletromiograma?

Esse exame geralmente é realizado por um neurologista, às vezes por um reumatologista. Distinguimos o eletromiograma de detecção e o eletromiograma de superfície.

O eletromiograma de detecção serve para estudar a contração dos músculos. O paciente fica sentado ou deitado de costas. Uma agulha de recepção de onda elétrica é introduzida em um músculo da perna. O músculo é estudado em repouso e contraído. A duração do exame geralmente varia de 30 minutos a 1 hora, depende do número de músculos a serem estudados.

Ao contrário do eletromiograma de detecção, o eletromiograma de superfície é um exame não invasivo porque não usa agulha. O neurologista coloca eletrodos na pele que enviam estimulação elétrica ao (s) músculo (s).

As reações do (s) músculo (s) estudado (s) são registradas em uma tela. A informação é coletada como um gráfico com várias ondas visíveis. Cada onda representa um grupo de músculos conectados à mesma fibra nervosa. Às vezes, os traços são impressos em papel.

Quais são os riscos e efeitos adversos do eletromiograma?

O eletromiograma é um exame seguro. A sensação quando as agulhas são introduzidas nos músculos é às vezes desconfortável e pode causar tontura em pessoas sensíveis à picada.

Um pequeno sangramento ou hematoma às vezes é observado onde a agulha foi inserida, especialmente em pessoas que tomam anticoagulantes. O eletromiograma de detecção é, portanto, contraindicado em pessoas com distúrbios hemorrágicos ou que estejam seguindo o tratamento com coagulantes.

Escrito por Danielle Pereira

Sem Internet
Verifique suas configurações