Pela primeira vez, drone transporta um órgão e ajuda a salvar uma vida

Pela primeira vez, drone transporta um órgão e ajuda a salvar uma vida

A tecnologia que foi desenvolvida pela Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, significa um real avanço para quem espera por um transplante.

A rapidez e a logística do transporte são alguns dos principais entraves para a realização de um transplante de órgãos. Qualquer atraso pode inviabilizar o procedimento, por isso, muitas vezes, é necessário até contratar um voo fretado para levar o órgão de um lugar a outro – uma vez que nem sempre é possível aguardar os horários dos voos comerciais.

Para tentar solucionar este problema (e também diminuir os custos deste tipo de operação), pesquisadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, criaram um drone capaz de transportar um órgão com segurança até o hospital em que a pessoa que o receberá está internada. O gadget conta com uma tecnologia de monitoramento especial e consegue também transmitir em tempo real informações sobre o órgão diretamente para o celular da equipe do transplante, desta forma, os médicos sabem a sua localização e as suas condições.

Este drone foi usado pela primeira vez nos Estados Unidos para levar um rim para uma mulher que aguardava pelo transplante há oito anos. Trina Glipsy, de 44 anos, fazia diálise desde 2011 e já teve alta depois da operação.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

Os drones também estão mudando a maneira como como vemos o mundo. Na Rússia, foi descoberta uma cidade abandonada no topo de uma montanha com a ajuda de imagens gravadas por um drone

Assista no vídeo mais informações sobre como ocorreu o primeiro voo de um drone transportando um órgão humano.  

 (Fonte: The New York Times) 
Gouvea Aline
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações