Os jogadores de futebol que acabaram a carreira completamente falidos

  • Garrincha: o gênio brasileiro morre em 1983 de cirrose em uma pequena casa. Ele ficou totalmente sozinho, arruinado e sobretudo alcoólatra.
  • Jay-Jay Okocha: em 2007-2008, quando jogava no Hull City, o nigeriano viu a falência, especialmente por causa do vício em jogo.
  • Joachim Fernandez: o antigo jogador do Bordeux faleceu em 2017. Ele estava em situação de rua e foi encontrado morto sozinho na rua.
  • Samuel Ipoua: ele se divorciou, então veio a falência e a depressão. Hoje, o antigo jogador do Toulouse e do Inter é consultor de TV.

Apesar de seus salários, os jogadores de futebol profissionais podem também acabar na bancarrota. É bem isso que aconteceu com esses dez jogadores.

Na Liga 1, o melhor salário da temporada 2018/2019 foi do brasileiro jogador do Paris Saint-Germain, Neymar, que levou 3,06 milhões de euros brutos por mês, por volta de 13 milhões de reais. Se é bem improvável que Neymar, Lionel Messi ou até Cristiano Ronaldo terminem falidos no final da sua carreira dada a altura mirabolante de seus salários, muitos outros jogadores profissionais acabaram arruinados.

Tudo se dá com ajuda de divórcios custosos, familiares que abusam de suas contas bancárias, vida sem limites, festas e apostas financeiras de ousadia. Recentemente, Emmanuel Eboué, antigo jogador do Galatasaray e do Arsenal acabou sendo enganado por sua ex-mulher. Completamente arruinado, o marfinense estava dormindo no chão na casa de um amigo e ainda estava sendo cobrado por dívidas. Hoje, tudo parece estar um pouco melhor para Emmanuel Eboué, que se casou novamente na Costa do marfim. Se o antigo lateral conseguiu sair dessa, não foi esse o caso de todos os jogadores de futebol falidos, entre os quais alguns terminaram na solidão completa...

De Freitas Agostinho
Confira as quinze tatuagens mais inusitadas dos fanáticos por futebol

Confira as quinze tatuagens mais inusitadas dos fanáticos por futebol


Sem Internet
Verifique suas configurações