Diabetes tipo 2: sintomas, causas, definição

Diabetes tipo 2: sintomas, causas, definição

A diabetes tipo 2 afeta cerca de 283 milhões de pessoa no mundo. Cerca de 90% das pessoas doentes sofre do tipo 2 da doença. Mas quais são as causas dessa doença, quais os sintomas e como detectá-la? 

A diabetes tipo 2 é uma doença caracterizada por uma hiperglicemia crônica, ou seja, uma taxa muito alta de glicose (açúcar) no sangue. Esse problema metabólico é devido a uma disfunção do sistema de assimilação e de estoque de açúcar ingerido pela alimentação. Mais precisamente, é ligado a uma disfunção ao nível do hormônio fabricado pelas células do pâncreas, a insulina.  

Definição de diabetes tipo 2

A diabetes tipo 2 é a forma mais comum da diabetes. Ela representa 98% dos diabéticos. Ela não tem um componente hereditário contrariamente à diabetes do tipo 1 e revela-se geralmente em adultos em idade avançada e sobretudo nas pessoas obesas e com sobrepeso.  Em uma pessoa com diabetes tipo 2, o organismo é incapaz de regular a glicemia. Ainda que a insulina seja liberada, as células não reagem mais a sua presença: é por isso que falamos de insulinorresistência. Desta forma, o açúcar fica no sangue, levando a uma hiperglicemia. 

Devido a esta resistência à insulina, o pâncreas começa a trabalhar excessivamente e acaba ficando esgotado. Isso faz com o que pâncreas fique inchado e não consiga mais produzir uma quantidade suficiente de hormônio.   

Sintomas de diabetes tipo 2 

De um ponto de vista geral, os sintomas são os mesmos da diabetes tipo 1 apesar de  serem mais leves. Observa-se: 

- um sede intensa

- urina excessiva

- emagrecimento rápido apesar de aumento da fome

- fadiga geral 

- visão embaçada

- infecções urinárias e genitais mais frequentes

- uma diminuição da sensibilidade ou inchaço das extremidades

- lentidão no processo de cicatrização 

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

Se a presença desses sintomas é sentido, é necessário consultar um profissional de saúde que realizará exames para confirmar ou não a presença da diabetes. O teste é realizado por meio de um exame de sangue. Se a glicemia em jejum é igual ou superior a 1,26 g/l após dois testes, a diabetes é confirmada.  

Tratamento de diabetes tipo 2

A diabetes é uma doença incurável, um tratamento por toda a vida é inevitável. Hoje eles são bastante eficazes. De forma geral, a diabete tipo 2 é favorecida pelo sobrepeso, obesidade e falta de atividade física, diferente do tipo 1, que é causada por fenômenos mais complexos.  A diabetes tipo 2 exige, em um primeiro momento, medidas higieno-dietéticas destinadas a favorecer a atividade física e uma alimentação variada e equilibrada.

Podem ser necessários tratamentos anti-diabéticos visando a estimular a ação de insulina no organismo para reduzir a taxa de glicose no sangue. Os medicamentos que auxiliam a perda de peso podem ser necessários para os pacientes que sofrem de obesidade, mas eles não são apropriados a todos. Por fim, injeções de insulina podem ser receitadas quando os medicamentos orais são ineficazes. 

Raposo Gabriela
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações