Shell on Challenge: o novo, perigoso e estúpido desafio dos adolescentes norte-americanos
Shell on Challenge: o novo, perigoso e estúpido desafio dos adolescentes norte-americanos
Leia mais

Shell on Challenge: o novo, perigoso e estúpido desafio dos adolescentes norte-americanos

O novo desafio da moda pode trazer sérias consequências de saúde aos adolescentes.

Depois do "Bird Box challenge", o"Fire challenge" e até o "Zoom challenge", um novo desafio tão perigoso quanto estúpido acaba de aparecer na América do Norte. Batizado de "Shell on challenge", ele consistem simplesmente em comer um alimento... com a sua "concha", em outras palavras, com sua casca ou com sua embalagem.

Depois de ter começado no Snapchat, o "Shell on challenge" rapidamente se propagou nas outras redes sociais, como o Instagram ou o Twitter, como você pode ver no nosso vídeo acima desse artigo. E se esse desafio pode parecer inofensivo à primeira vista, os perigos para a saúde daqueles que entram nessa não são. "As matérias orgânicas como as cascas das frutas geralmente não são perigosas. A casca é geralmente usada em receitas (raspas de limão), ou, até aparas das cascas", explicou o Dr. Max Plitt em uma entrevista ao New York Post, citado pela Santé Magazine.

Mas as embalagens de plástico trazem evidentemente inúmeros problemas. "Comer plástico pode ser perigoso. O BPA (bisfenol A) é conhecido por influenciar os hormônios. As substâncias químicas do PVC, como o cloreto de vinila, estão associadas a cânceres", detalhou o Dr Max Plitt. Entre as cascas de alimentos que não são sempre comestíveis e os alteradores endócrinos presentes nas embalagens, o saldo geral da brincadeira não é, vamos dizer, legal.

"Isso me preocupa bastante, pois tudo o que você come que não é feito para ser digerido pode te sufocar", alertou a Dra. Danielle Stabel, entrevistada pela ABC News. "O risco de asfixia é a coisa mais grave para mim, e mais uma vez, tudo isso simplesmente não foi feito para ser digerido, dependendo do tamanho da mordida que eles dão."

Escrito por De Freitas Agostinho

Sem Internet
Verifique suas configurações