Metrô distribui desodorantes para passageiros devido ao calor em Viena
Metrô distribui desodorantes para passageiros devido ao calor em Viena
Metrô distribui desodorantes para passageiros devido ao calor em Viena
Leia mais

Metrô distribui desodorantes para passageiros devido ao calor em Viena

Escrito por Gouvea Aline
Última modificação

Estação de metrô da cidade de Viena descobriu uma maneira de amenizar os efeitos do calor dentro dos trens: distribuindo desodorantes aos pasageiros.

Um plano inusitado

Com o aumento da temperatura, claro, suamos bem mais durante o dia, o que pode gerar um certo desconforto em relação aos nossos odores. Um dos locais mais afetados pelo cheiro forte de suor é sem dúvida o transporte público. Quem nunca se viu em uma lotação de ônibus ou metrô depois de um longo dia de trabalho, enfrentando as altas temperaturas e também um cheirinho característico? De qualquer maneira, é muito difícil evitar, pois é uma reação normal do corpo humano, mas certamente é desconfortável.

Para tentar contornar tal situação, a gestão do metrô da cidade de Viena, capital da Áustria, decidiu tomar uma atitude um tanto quanto inusitada: distribuir desodorantes aos passageiros para amenizar os efeitos do calor no interior dos trens. Mais de 14 mil frascos do produto foram entregues para reduzir os desconfortos dos odores produzidos pela transpiração. Tudo indica que o público realmente gostou da ideia: 100% dos frascos foram utilizados em apenas um dia, o que levou às autoridades a refletirem sobre uma nova remessa nos dias seguintes. O porta voz da empresa de transportes, Daniel Amman, brincou que "Os frascos foram arrancados de nossas mãos", para ilustrar o "desespero" que os passageiros estavam para se apossarem de um frasco. E continuou: "As altas temperaturas nos deixam mais conscientes dos nossos odores”.

O metrô vienense

Os desodorantes foram distrubuídos na linha U6 do metrô de Viena, pois esta é a única linha que não possui um sistema de ar condicionado, além de também, em alguns trechos, viajar por cima da terra, expostos ao sol intenso que assola a região nesta época do ano. A linha é também a mais movimentada de toda a capital austríaca, onde a temperatura pode chegar a mais de 35ºC. Os trens mais antigos que compõem a linha já receberam grades de ventilação e foram colocados insufilms em suas janelas, estratégias para diminuir a temperatura dentro dos veículos. Segundo as autoridades da estação, com esses procedimentos, as temperaturas podem diminuir em até 4ºC no interior dos trens. O metrô da capital austríaca possui uma área semelhante à do metrô da cidade de São Paulo, apesar de São Paulo possuir um número sete vezes maior que Viena. O metrô vienense conta com cinco linhas principais, que abrangem todo o território.

Recorde de temperaturas

Toda a Europa sofre com a onda de calor repentina que está assolando a região, e já estão quebrando todos os recordes de temperaturas de até então. Em países como Áustria, Itália, Alemanha e até mesmo na Suíça os termômetros chegam a marcar 35ºC, as mais altas em 15 anos. Um outro efeito do calor intenso é o aumento do risco de queimadas: já ocorreram dois incêndios nas florestas na costa do mar Adriático, na Croácia, o que deixou as autoridades em alerta.


En plus
Sem Internet
Verifique suas configurações