Cupins constroem uma verdadeira cidade subterrânea do tamanho da Grã-Bretanha
Cupins constroem uma verdadeira cidade subterrânea do tamanho da Grã-Bretanha
Cupins constroem uma verdadeira cidade subterrânea do tamanho da Grã-Bretanha
Leia mais

Cupins constroem uma verdadeira cidade subterrânea do tamanho da Grã-Bretanha

Na Bahia, uma gigantesca cidade subterrânea foi construída por cupins.

Uma metrópole

Os cupins são criaturas que, caso não forem controladas em áreas urbanas, podem causar um verdadeiro caos. Muito temidos pelo seu poder de reprodução e a velocidade com que trabalham "comendo" madeira, os cupins viraram o pesadelo das pessoas que moram em casas com muita quantidade de madeira.

Apesar de realmente serem uma verdadeira praga sem que as devidas precauções forem tomadas, os cupins também são seres admiráveis: são conhecidos como os arquitetos da natureza. Eles constroem verdadeiras cidades no local em que vivem, com compartimentos separados ligados entre túneis. Um caso que deixou o Brasil inteiro chocado foi a descoberta de um gigantesco cupinzeiro no estado da Bahia.

Os cupins são pequeninos insetos que medem apenas cerca de 1 centímetro, mas mostram sua força quando trabalham em conjunto. Por quase quatro mil anos, cupins estão formando uma imensa rede subterrânea no nordeste, e suas escavações já somaram mais de 200 milhões de montes de terra na superfície. O tamanho total do imenso cupinzeiro é equivalente à área da Grã-Bretanha, ou seja, 209.331 km².

O biólogo americano naturalizado brasileiro Roy Funch trabalha no caso e afirmou que esse é o maior projeto de construção da terra (fora as ações do ser humano). "É o maior exemplo conhecido de bioengenharia e construção na superfície da Terra por uma só espécie (fora do ser humano), e tudo feito por um inseto de mais ou menos um centímetro de comprimento", explicou. Funch e outros dois cientistas publicaram o achado no periódico científico chamado Current Biology, e a descoberta deslumbrou todo o mundo. Na revista publicada, os pesquisadores afirmam que apenas com a terra escavada pelos insetos durante a construção dos túneis, dariam para ser construídas 4 mil pirâmides de Gizé, uma das famosas pirâmides do Egito.

Arquitetura impressionante

Para os moradores da imensa região que cobre a área dos túneis, os montes de terra que se acumulam são uma coisa comum, e já até receberam nome: "murundus". Estes são montes de mais ou menos 9 metros de diâmetro e cerca de 2,5 metros de altura, que se misturam à "caatinga", vegetação local e bioma do nordeste de clima semiárido do Brasil.

O desmatamento promovido pela ação humana na área fez com que os montes de terra ficassem mais visíveis, permitindo que satélites pudessem fazer uma observação quanto à área ocupada pelo gigante cupinzeiro; a conclusão foi que 90% de sua área fica no estado da Bahia. O biólogo Funch ainda acrescentou: "Então ficou claro a sua extensão, e a importância científica do fenômeno". Os montes de terra estão a cerca de 20 metros uns dos outros.

Tais montes aparentemente não possuem função alguma no cupinzeiro, e são apenas um despejo da terra subterrânea cavada pelos cupins. Os pesquisadores ainda afirmam que "Não temos ideia da arquitetura das "cidades" dos insetos. Devem ter um salão da rainha, "berçários", espaços para guardar comida, etc., e muitos túneis conectando tudo, mas é tudo desconhecido para a ciência", concluem os biólogos. Já imaginou ter uma cidade subterrânea dessas embaixo da sua casa?

Escrito por Gouvea Aline
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações