Atleta festeja vitória uma volta antes do fim e perde corrida de 5000 metros
Atleta festeja vitória uma volta antes do fim e perde corrida de 5000 metros
Leia mais

Atleta festeja vitória uma volta antes do fim e perde corrida de 5000 metros

A corredora Salpeter dá um tiro de corrida rumo à vitória uma volta antes do fim e acaba perdendo o primeiro lugar.

A corredora israelita Lonah Chemtai Salpeter vai ao desespero depois de ter parado de correr uma volta antes do fim. A mulher dos 5000 metros, Salpeter fez com que o campeonato de atletismo europeu terminasse em cenas caóticas devido a um erro imperdoável, que custou uma estrela e uma medalha.Essa é uma lição que algumas pessoas têm que aprender da pior forma: a corrida nunca termina antes de chegar ao final. Parece óbvio, mas a corredora Salpeter provou que pode não ser tão evidente assim.

Nas primeiras colocações na corrida dos 5000 metros rasos no campeonato Europeu em Berlim, a atleta israelita Lonah Chemtai Salpeter estava ligeiramente atrás da competidora holandesa Sifan Hassan, faltando uma volta para o fim.No entanto, a corredora nascida no Kenya mas naturalizada israelita, calculou errado o número de voltas. As atletas cruzaram a linha para a última volta e Salpeter desacelerou, começando a comemorar antecipadamente a medalha de prata. Os comentaristas ficaram incrédulos. A atleta, diante da situação, voltou à corrida desesperadamente, mas caiu para quarto lugar. Ainda assim, ela garantiu o recorde nacional para Israel, de 15 minutos e 1 segundo.

“Salpeter parece frustrada. Salpeter na quarta posição e fora do quadro de medalhas por ter parado durante a corrida. Ela sabe que jogou tudo para o ar”, comentou um jornalista irlandês no final da corrida.

Salpeter já havia levado o ouro na corrida dos 10.000 metros mais cedo na mesma competição, parando o cronômetro aos 31 minutos, 43 segundos e 29 centésimos, garantindo a medalha inédita para Israel e ficando na frente de outras duas fortes competidoras, Susan Krumins, da Holanda e Meraf Behta, da Suécia.

“Eu ainda não estou acreditando”, declarou, “Eu estou muito feliz. Eu sonhei com isso, mas não achei que poderia se tornar realidade”. Salpeter receberá uma premiação de 40.000 chekels das autoridades israelitas pela sua vitória, o equivalente a 50 mil reais.O primeiro ministro de Israel, Benjamin Netenyahu, enalteceu a estrela: “Lonah Chemtai, você é uma verdadeira estrela! Você trouxe grande honra para o nosso país”, tweetou o governante.No fim do dias, as notícias ficaram ainda piores para Salpeter. Ela terminou desqualificada por correr por dentro do cone no começo da corrida dos 500 metros.

Sobre Salpeter

A atleta chegou em Israel em 2008, trabalhando na equipe de manutenção e limpeza da embaixada do Kenya em Tel Aviv. Enquanto ela corria em um parque, sua performance foi notada pelo treinador Moti Mizrahi, que sugeriu que ela treinasse para tornar-se profissional. Mais tarde, ela casou-se com outro treinador, Dan Salpeter. Em 2016, ela obteu a cidadania israelita.

Escrito por De Freitas Agostinho
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações