Goleiro egípcio recusa prêmio de Homem do Jogo por causa de patrocinador
Goleiro egípcio recusa prêmio de Homem do Jogo por causa de patrocinador
Leia mais

Goleiro egípcio recusa prêmio de Homem do Jogo por causa de patrocinador

O goleiro egípcio foi praticamente impecável em seu último jogo. E, por isso, foi-lhe oferecido o prêmio de melhor jogador do confronto. Ele recusou por um motivo inusitado.

O goleiro da Seleção do Egito Mohamed El-Shenawy fechou o gol contra o Uruguai na última sexta-feira. Ele segurou os ataques uruguaios por 89 minutos de jogo, até que Jose Gimenez conseguiu tirar 1 gol do defensor. O jogo acabou terminando com uma vitória de 1 a 0 para o Uruguai.Apesar de não ter conseguido salvar o gol daquela cabeçada, a performance de El-Shenawy foi incrível e valeu o título de Homem de Jogo.

No entanto, de acordo com o usuário do Twitter Marwan Ahmed, jornalista do site de esportes egípcio KingFut, El-Shenawy viu-se obrigado a recusar o prêmio pois ele é muçulmano e a condecoração é oferecida pela marca de cervejas Budweiser. O jornalista ainda conseguiu uma foto do goleiro recusando educadamente o prêmio.

O acordo da marca de cerveja com a FIFA, de oferecer o prêmio de Homem do Jogo, ainda deve dar o que falar em muitas Seleções, entre elas 3 Seleções da África branca, a Arábia Saudita e o Irã, todos países de cultura islâmica, cujos jogadores podem hesitar em aceitar o prêmio, como o goleiro egípcio.A polêmica da decisão do goleiro segue já que não há obrigação no consumo da cerveja ao receber o prêmio.

Na verdade, não foi nem oferecida uma latinha a El-Shenawy. Apesar disso, o prêmio é vermelho, com o nome da marca da cerveja. Com a associação ao produto alcóolico, o goleiro optou por recusar a taça. O Egito é um país majoritariamente muçulmano e, por lá, há leis contra a venda de álcool. No Marrocos, Senegal, Arábia Saudita e Irã, as leis são similares. 

 Outros grandes jogadores de religiâo islâmica estão fora dos times africanos como Paul Pogba, que joga pela França e Mesut Ozil, da Alemanha.O próximo confronto do Egito é contra a Rússia, na terça-feira, e em seguida encarará a Arábia Saudita, última partida da campanha da equipe no grupo A, no dia 25 de junho. Os faraós, como são carinhosamente chamados os jogadores do Egito, provavelmente terão ao seu lado a grande estrela do time Salah em campo contra a Rússia. 

Escrito por De Freitas Agostinho
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações