Entenda por que essa é a Copa da bola parada
Entenda por que essa é a Copa da bola parada
Leia mais

Entenda por que essa é a Copa da bola parada

Nos primeiros dias de Copa da Rússia, o número de gols com bola parada já superou os da Copa passada. Entenda o porquê.

Depois da análise dos jogos da primeira rodada do Mundial da Rússia, as estatísticas não mentem: as jogadas de bola parada fizeram a diferença até agora.

Desde o começo dessa edição da Copa, quase metade dos gols marcados vieram de bolas paradas em faltas, escanteios e pênaltis. Dos 42 gols marcados, 20 foram feitos desta forma.Na Copa de 2014, no Brasil, em toda a competição, vimos apenas três gols de falta. Mesmo se compararmos a edição atual com outros campeonatos, como o da Alemanha, a Bundesliga, e o da França, a Copa de 2018 sai muito na frente. Na Alemanha, apenas 35% dos gols são marcados de bola parada. Na França, somente 23%.

Mas o que explica os quase 50% do Mundial da Rússia?

Os batedores de falta Cristiano Ronaldo (Portugal), Kolarov (Sérvia), Quintero (Colômbia) e Golovin (Rússia) marcaram belíssimos gols de falta. Técnica efetiva, de fato, para furar as defesas nos estádios russos. A Islândia também usou a bola parada para marcar contra a Argentina e a Suíça para marcar contra o Brasil.Muitas vezes, os gols de bola parada são preteridos em relação aos gols corridos, de bola em jogo, em jogadas formadas ou manifestações de talentos individuais.

Para que gols de bola rolando ocorram é preciso haver, minimamente, um bom nível técnico e algum entrosamento. Todavia, poucas equipes têm os recursos necessários para atingir o objetivo dessa forma, como fez a Espanha ao marcar 2 dos 3 gols contra Portugal.

A primeira fase é marcada por equipes muito esforçadas mas com um nível técnico mais baixo. Os gols vindos de penalidades acabam tornando-se uma arma para romper os esquemas defensivos. "Sabemos desde o primeiro momento que os esquemas táticos estão muito fechados. É isso que vamos ver nos jogos da primeira fase, as bolas paradas serão uma arma determinante", pondera o atual técnico do Senegal e ex-jogador Cissé.

E não há como não concordar com o treinador da equipe africana. No jogo contra a Polônia, sua própria equipe levou um gol de bola parada com uma cabeçada de Grzegorz Krychowiak. No fim, Senegal levou os três pontos sobre os poloneses, com o placar de 2 a 1. Da mesma forma, o Uruguai comemorou a vitória sobre o Egito após o zagueiro José Giménez conseguir, num lance de escanteio, encaixar uma cabeçada e marcar um gol no final do jogo.Que isso sirva de alerta a todas as seleções.

O valor de uma falta pode custar muitos pontos no final da somatória para conseguir a classificação para as oitavas de final. A falta cometida por Piqué em Cristiano Ronaldo, a 22 metros da risca do gol, por exemplo, custou os pontos da vitória à equipe vencedora em 2010.Outra questão a ser pontuada é a bola. Segundo os goleiros, a cada edição de Copa do Mundo ela parece percorrer trajetórias cada vez mais imprevisíveis.

Escrito por De Freitas Agostinho
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações