Copa América: o próximo desafio da Seleção Brasileira e a crise da Argentina

Copa América: o próximo desafio da Seleção Brasileira e a crise da Argentina

Depois de ganhar da Bolívia por 3 a zero, o Brasil está a uma vitória simples de garantir sua vaga nas quartas de final da Copa América; enquanto isso, a Argentina amargou uma dura derrota para a Colômbia que já gerou uma crise na equipe.

O Brasil estreou bem na Copa América com uma vitória ampla sobre a Bolívia, com três gols de diferença. No Morumbi, depois da cerimônia de abertura que durou cerca de 10 minutos no Morumbi e contou com a participação de 400 pessoas, a Seleção Brasileira entrou em campo diferente para o grande público acostumado com o uniforme canarinho. A equipe jogou de camisa branca, em homenagem ao time de 1919 que trouxe o primeiro título da história para o Brasil, justamente o da Copa América de 1919.

A vitória com gols de Philippe Coutinho (2) e Everton Cebolinha deixou a equipe numa situação confortável, precisando agora apenas de uma vitória simples sobre a Venezuela para garantir a vaga na próxima fase.

Um detalhe importante da partida foi o público e a renda obtida. Embora não tivesse completo, foram mais de 45 mil pagantes, a renda superou os 22 milhões de reais. Quando os números apareceram no telão, as câmeras puderam flagrar a indignação e a surpresa dos torcedores, que pagaram em média 485 reais cada um para estarem ali.

Sem Neymar, a Seleção vem ganhando novos protagonistas - Philippe Coutinho é um deles. Considerado anteriormente como um coadjuvante de luxo de Neymar, o atleta que passou uma má temporada no Barcelona marcou dois gols e já encheu os olhos dos torcedores que procuram uma nova estrela da Seleção.

No sábado, a Seleção chegou a Salvador por volta das 22h30 para se preparar e encarar o time da Venezuela, que vem em boa fase. Tite fará um treino fechado no estádio do Barradão no final da tarde, 17 h, com apenas 20 minutos para a imprensa. O jogo decisivo para a classificação entre Brasil e Venezuela acontecerá às 21h30 no estádio da Fonte Nova.

Embora o Brasil viva uma boa fase mesmo sem Neymar, vemos a Argentinado outro lado com Messi vivendo seu eterno pesadelo na seleção azul e branco - a equipe perdeu para a Colômbia por 2 a zero. Enquanto Messi disse ser “difícil de acreditar” na derrota, o técnico Lionel Scaloni reclamou fortemente dos gramados por onde passaram, o Barradão e a Fonte Nova.

“É lamentável o estado do campo, principalmente depois do segundo tempo. Para jogadores deste calibre, fica difícil. Se no primeiro jogo o gramado estava assim, fico imaginando como estará no terceiro jogo", disse o técnico.

Leia também
Pela primeira vez, a Seleção fará sua estreia sem ter treinado com todos os jogadores

O gramado do estádio foi uma real preocupação antes da partida, pois sofreu com as fortes chuvas em Salvador. Contudo, o estado do gramado não era tão problemático assim como o argentino fez parecer.

A derrota logo no primeiro jogo do campeonato faz ressurgir toda a crise já vivida pela seleção hermana, como técnico inexperiente, atletas longe do nível técnico de Messi, etc. Por mais que o time de Agüero e companhia estejam há muito tempo em má fase, é muito provável que a Argentina ainda avance de fase. Mas certamente precisará de muito para chegar nas etapas finais da Copa América.

Saiba mais detalhes no vídeo acima!

Fonte: Gazeta esportiva / Imagem: Guetty
De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações