Win Hof, o homem gelo, revela aos cientistas o segredo de sua resistência ao frio

Win Hof, o homem gelo, revela aos cientistas o segredo de sua resistência ao frio

Wim Hof, batizado de "O Homem Gelo", continua a surpreender por sua extraordinária resistência ao frio. Os cientistas decidiram mergulhar em seu cérebro para aprender mais. 

Seis minutos e 20 segundos sob o gelo em 2002. Subida ao Everest à 7.400 metros de chinelos e shorts em 2007. Uma hora e 12 minutos em um recipiente cheio de gelo em 2008. Wim Hof e o frio,  quase uma história de amor. Especialistas em neuroimagem estão interessados nos mecanismos por trás de sua performance incrível e acabaram de revelar os resultados de seus estudos.

Um protocolo experimental original 

De acordo com o Homem de gelo, o segredo de seus super poderes reside no que ele modestamente chama o método de Wim Hof, ou WHM para abreviar. Exercícios de respiração e concentração, meditação e exposição gradual ao frio seriam o segredo para lidar com as temperaturas polares. Para saber mais sobre os processos biológicos envolvidos, os pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade do Estado de Wayne submeteram Hof a vários testes.

Leia também
Qual porcentagem de nosso cérebro nós utilizamos?

Em um tipo de macacão com água fria em diferentes temperaturas, os pesquisadores submeteram Wim Hof ??a duas técnicas de imagem cerebral: ressonância magnética funcional (RMf) e tomografia por emissão de pósiteons (PET). O holandês usou sua técnica WHM durante os testes para controlar sua reação ao frio. Os pesquisadores compararam seus resultados com aqueles obtidos com indivíduos saudáveis ??e, de fato, revelaram várias diferenças. 

Respirar melhor para se aquecer

A hiperventilação voluntária praticada por Hof parece ter permitido a regulação da temperatura de sua epiderme e, possivelmente, de sua temperatura interna. Ao reaquecer o sangue nos capilares de seus pulmões,graças à sua técnica de respiração intensiva, Hof tem uma melhor circulação em todo o sistema sanguíneo. Os vasos no nível da pele se dilatam e trazem o calor necessário.

"A regulação deliberada da temperatura da pele - e, por extensão, da temperatura interna, inclusive quando o corpo é estressado pelo frio - é incomum e explicaria sua resistência ao frio extremo", diz Otto Muzik, co-autor do estudo. Um aumento da atividade também  foi observado no seu sistema nervoso simpático, bem como o aumento do consumo de glicose nos músculos intercostais, contribuindo para o aquecimento do sangue.

Ativação cerebral inesperada

Os pesquisadores também observaram a ativação inesperada de redes neurais: "Com base em nossos estudos anteriores, esperávamos que o Homem de Gelo mostrasse ativação cerebral significativa na insula anterior, onde são os principais centros de termorregulação. No entanto, observamos maiores diferenças na matéria cinzenta periaquedutal (que permite controle da dor) ao libertar opioides e canabinoides. 

Esses resultados fornecem evidências de que Wim Hof realmente consegue controlar seu corpo através da atividade cerebral. De acordo com o holandês, qualquer pessoa que siga seu método seria capaz de alcançar as mesmas habilidades. Se você não acreditava nisso, agora você tem os dados científicos para entender melhor os mecanismos envolvidos.

 

• Pedro Souza
Leia mais