Ameba que "come cérebro" faz sua primeira vítima na Argentina

Ameba que "come cérebro" faz sua primeira vítima na Argentina

Alerta de doença progride rapidamente. Criança de 8 anos foi vítima do parasita.

Um garoto argentino contraiu a ameba Naegleria fowleri, conhecida como "comedora de cérebros", enquanto nadava em uma lagoa em Junin, a 320 quilômetros da capital Buenos Aires. Apesar do caso ter ocorrido em 2017, só agora foi divulgado.

Leia também
Ela dá em cima e rouba os homens que encontra em um bar

Segundo Sixto Raúl Costamagna, "Pequenas variações de temperatura produzem modificações nos ciclos dos parasitas", o que fazem com que a taxa de mortalidade entre os contaminados seja altíssima. Este foi o primeiro caso registrado na Argentina; mas nos Estados Unidos, por exemplo, das 129 pessoas que contraíram o parasita, apenas 2 sobreviveram.

A ameba é geralmente encontrada em água doce. Entra no corpo pelo nariz e os sintomas são rigidez no pescoço, confusão mental, perda de equilíbrio, convulsões e alucinações. A imagem da "comedora de cérebros" é assustadora ao ser vista no microscópio, pois ela lembra um rosto como de um palhaço sorrindo.

Flávio Soares
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações