Piada gordofóbica entre dançarina de Anitta e Danilo Gentili continua dividindo a internet

Piada gordofóbica entre dançarina de Anitta e Danilo Gentili continua dividindo a internet

Danilo Gentili está em mais uma treta, dessa vez com a dançarina Thais Carla, que trabalha com a cantora Anitta

A dançarina Thais Carla, que trabalha com a cantora Anitta, respondeu um comentário gordofóbico publicado pelo apresentador Danilo Gentili.Gentili compartilhou uma publicação que traz a dançarina questionando o tamanho das poltronas de avião e acrescentou o comentário: “Eu nunca vi essas pessoas reclamarem que a cadeira do McDonald’s é pequena”.

Thaís Carla, então, rebateu a piada do apresentador em sua conta no Instagram no último sábado, 6.“O vídeo no qual este ser humano que se diz humorista está se referindo é justamente um vídeo que eu estou fazendo um apelo por melhorias nos transportes coletivo, mas uma melhoria não só para mim, gorda, e sim para todos, magros, baixos, altos, cadeirantes. Como um cara consegue ver graça nisso? Será que o humor é mesmo rir da desgraça do outro? Ou será que é preciso humilhar o próximo para se sentir melhor?”, questionou a dançarina, que recebeu apoio de Alice Wegmann, Preta Gil e outras personalidades.

Acumulando mais de meio milhão de seguidores no Instagram, Thais Carla é conhecida por tratar de assuntos como gordofobia, aceitação e diversidade corporal. Recentemente, ela fez parte do grupo de mulheres fotografadas para a exposição Corpos Livres, em São Paulo, e também já estrelou campanhas de moda.

Exemplo de empoderamento

Thaís Carla não tem vergonha de ser quem é. A começar pela sua profissão: dançarina de funk. Em seu Instagram ela sempre exalta a beleza de todos os tipos de corpos e é livre nas suas escolhas. Thaís Carla foi uma das modelos que posou para a exposição "Corpos livres" no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. Ao conferir o trabalho da mulher, Israel Reis ficou emocionado e posou beijando a dançarina."Orgulho", escreveu Israel em letras maiúsculas em seu Instagram ao compartilhar a foto.É um orgulho para todos nós, Israel!

Polêmicas de Danilo Gentili

Danilo chamou de “gênio” um homem acusado de estuprar uma garota inconsciente, ainda usando a rede dos 140 caracteres. O post em questão foi apagado, mas até mesmo jornalistas e outras personalidades da mídia se pronunciaram a respeito, inclusive o jornalista José Trajano. Danilo também foi às redes dizer era contra qualquer tipo de violência e que seu post havia sido mostrado fora de contexto.

Racismo é algo comumente associado ao comediante. 

Na Páscoa passada, Danilo Gentili virou notícia nas redes ao postar uma imagem ao lado de sua assistente, Juliana Oliveira e de um ovo de Páscoa. Na legenda: “de um lado esse maravilhoso chocolate de primeira que comerei o dia todo durante esse domingo tão especial. Do outro lado um ovo de Páscoa escrito meu nome". O comentário gerou debate, com muitos acusando o apresentador de racismo .

A jovem que trabalha na equipe de seu programa defendeu o apresentador, dizendo que foi ela que pediu para tirar a foto. Essa não é a primeira vez que Danilo Gentili é acusado de racismo.

Uma delas foi um comentário direcionado ao jornalista Thiago Ribeiro que, em 2012, publicou um vídeo compilando as ofensas de Danilo na internet. Descontente, Danilo usou o Twitter para falar com Ribeiro e acabou comparando-o a um macaco, ao oferecer bananas para ele. Thiago chegou a abrir um processo contra Gentili, mas o apresentador foi inocentado da acusação.

Danilo Gentili continua defendendo seu direito de dizer o que quiser na internet, mesmo que alguns se sintam ofendidos. Em 2015 o Governo Federal desenvolveu o projeto “Humaniza Redes”, com o intuito de proteger vítimas de ofensas online. Danilo viu o projeto como uma maneira de perseguir quem “estiver zoando nas redes”, e criou outra campanha, a “Desumaniza Redes” para fazer justamente o oposto: dizer o que quiser, doa a quem doer. O perfil da campanha no Twitter coleciona mais de 48 mil seguidores.

 

Condenação

Leia também
Gêmeas russas inseparáveis procuram marido para dividir

Ontem Danilo foi condenado há seis meses de 28 dias de detenção em regime semiaberto pela 5a Vara Criminal de São Paulo no caso Maria do Rosário.  

O caso ocorreu em março de 2016, quando Gentili publicou um vídeo de Maria do Rosário. De acordo com a juíza, ele injuriou a deputada “ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro, atribuindo-lhe alcunha ofensiva, bem como expôs, em tom de deboche, a imagem dos servidores públicos federais e a Câmara dos Deputados”.

Procurada pela Jovem Pan, a defesa de Gentili alega que ele não teve a intenção de atacar a deputada petista, mas a alegação foi rejeita pela juíza do caso. Na sentença, a magistrada ainda afirma que “se a intenção do acusado não fosse a de ofender, achincalhar, humilhar, ao ser notificado pela Câmara dos Deputados, a qual lhe pediu apenas que retirasse a ofensa de sua conta do Twitter, o acusado poderia simplesmente ter discordado ou ter buscar a orientação jurídica de advogados para acionar pelo que entendesse ser seu direito”. 

Raposo Gabriela
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações