Cárie dentária: tratamento, cuidados, causas, consequências, o que fazer?

Cárie dentária: tratamento, cuidados, causas, consequências, o que fazer?

RÉSUMÉ: A cárie dentária é uma doença infecciosa que pode ocorrer em dentes de leite ou dentes permanentes. Essa é uma condição dentária muito comum, pois 9 em cada 10 pessoas têm pelo menos uma cárie.

O que é uma decadência?

A infecção dentária que causa cáries começa, primeiro, por impactar o esmalte do dente. O ataque se desenvolverá progressivamente até formar uma cavidade no dente.

Na ausência de manejo efetivo pelo dentista, a cárie pode afetar a dentina, ou seja, a camada logo abaixo do esmalte e, nos casos mais avançados, a polpa dentária. A longo prazo, uma pode fazer com que o dente se solte ou quebre.

Quais são os sintomas das cáries?

As manifestações clínicas da cárie variam consideravelmente dependendo da gravidade da lesão, mas também da sua localização. Em geral, a cárie dentária afeta mais os molares e os pré-molares. Localizado na parte de trás da boca, eles são mais difíceis de limpar corretamente.

Deve-se notar que a cárie pode permanecer assintomática quando se trata apenas do esmalte dentário, daí a importância de consultar regularmente um dentista para detectá-lo em um estágio inicial. Quando a dentina é afetada, a dor ocorre.

Eles são frequentemente associados à hipersensibilidade dentária ao calor e ao frio. Quando o crescimento bacteriano atinge o osso, a gengiva ou os ligamentos, um abscesso purulento pode se formar.

Quais são as causas das cáries?

O açúcar é a principal causa da formação de cáries dentárias, pelo menos de forma indireta. De fato, a boca contém naturalmente algumas bactérias (Streptococcus mutans, lactobacilli) que se alimentam principalmente de açúcares e as transformam em ácidos.

No entanto, são essas substâncias ácidas secretadas que enfraquecem o esmalte dos dentes, iniciando, o processo infeccioso que leva à cárie dentária. Assim, as bactérias compõem, com saliva e restos de comida, o que é conhecido como placa dentária.

Quanto mais existirem, mais produzirão ácido, ajudando a aumentar o risco de cáries. É por isso que a escovação regular dos dentes é de suma importância na prevenção da cárie.

Leia também
15 pegadinhas para fazer com a galera do trabalho!

Quais são os tratamentos de cárie?

Cáries não complicadas requerem uma limpeza simples da cavidade que será então preenchida por um amálgama. Nos casos mais graves, o dentista deve, às vezes, desvitalizar o dente lesionado ou até mesmo fazer sua extração. Nesse último caso, uma prótese será instalada em seu lugar.

Na presença de um abcesso, o profissional geralmente recomenda tomar um antibiótico adequado. A dor é aliviada pela administração de drogas antálgicas mais ou menos fortes.

• Danielle Pereira
Sem Internet
Verifique suas configurações