Fazer amor faz mal para a saúde dos homens?

Fazer amor faz mal para a saúde dos homens?

Ter relações sexuais faz mal para a saúde dos homens? É isso que parecem dizer os estudos de pesquisadores chineses que estabeleceram uma ligação estreita entre a frequência sexual e o câncer de próstata.

Para ser saudável, precisamos nos manter castos? É essa a pergunta que muitos homens podem começar a se fazer com o surgimento de um estudo há alguns meses, que revela que os homens muito ativos sexualmentecorrem maiores riscos de sofrerem com câncer de próstata.

Realizado no China e publicano no mês de setembro de 2018 na revista Internacional society for sexual medicine, esse estudo tece efetivamente uma ligação entre o câncer de próstata e a alta intensidade sexual. Para chegar nessa análise, os pesquisadores estudaram os casos de perto de 15.000 pacientes, e os compararam a mais de 40.000 casos "testemunhas".

Leia também
Um rapaz e uma garota passam por situações constrangedoras durante todo o verão

Além das numerosas observações, os estudiosos revelaram que um maior número de cânceres de próstata era constatado em homens que tinham muitas parceiras, ou que tinham relações sexuais (ou masturbação) muito frequentes. Esse tipo de câncer (que ocupa atualmente o terceiro lugar em mortes por câncer nos homens) é observado também em sua maioria quando o paciente masculino teve sua "primeira vez" muito jovem.

Se as conclusões desse estudo podem incomodar, os autores relativizam, todavia, essa última afirmação, esclarecendo que eles não conseguiram estabelecer verdadeiramente "uma associação linear"entre a frequência de ejaculações e a aparição do câncer de próstata. Os últimos observaram, entretanto, que o número de câncer era menor em homens que tinham atividade sexual "moderada", ou seja, entre duas a quatro relações por semana.

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações