Esses países correm o risco de se tornarem inabitáveis até 2070 por causa do calor

Esses países correm o risco de se tornarem inabitáveis até 2070 por causa do calor

Um estudo realizado por pesquisadores do MIT concluíram que vários países podem sofrer as consequências das mudanças climáticas previstas para as próximas décadas.

O calor intenso continua a atingir a França e todo o oeste da Europa, mas a situação poderia ser bem pior daqui a algumas décadas. Como relata um preocupante estudo realizado por pesquisadores do MIT (Massachusetts Institute of Technology), o aquecimento global poderá deixar certas zonas do planeta totalmente inabitáveis em 2070.

É o caso da grande planície do norte da China, que engloba a cidade de Pequim e possui cerca de 400 milhões de habitantes. Essa zona muito populosa corre o risco de se tornar a mais região mais quente do mundo até 2070. "Esse local vai ser o mais quente devido a onda de calor mortais no futuro, ainda mais com a mudança climática", explica o professor Elfatig Eltahir, que dirigiu o estudo. De acordo com os pesquisadores, um ser humano com boas condições de saúde poderá morrer em apenas 6 horas.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

Outro país em perigo: Bangladesh, afetado com força total pelo aquecimento global. "O aumento das temperaturas e da umidade no verão poderá atingir níveis que ultrapassam a capacidade do organismo humano de sobreviver sem proteção", avalia Elfatig Eltahir. Pior: Dacca, a capital do país que abriga 11 milhões de habitantes, poderá ser engolida pelas águas em 2070.

Finalmente, os países do Golfo também serão fortemente impactados por essas alterações climáticas, com picos de "temperatura úmida" que deverá "ultrapassar o limiar crítico".

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações