Caso de assédio sexual envolvendo cachorro, empresário de Los Angeles e modelo: saiba o que houve

Caso de assédio sexual envolvendo cachorro, empresário de Los Angeles e modelo: saiba o que houve

Vários casos sobre animais sendo maltratados foram noticiados nos últimos anos. Houve casos de pessoas espancando animais de estimação e os submetendo a tratamento severo. Mas desta vez o abuso é diferente. Esta jovem modelo está sendo processada por abuso sexual de um cachorro

Entenda como tudo aconteceu

De acordo com uma matéria publicada pelo portal de notícias do jornal britânico Daily Mail, na última segunda-feira (30), a modelo Deyana Mounira, de 27 anos, está sendo acusada de abusar sexualmente de um cachorro durante uma sessão de fotos. Mas a jovem alega que ela é quem foi abusada durante a sessão de fotos com o animal. Acusa, ainda, o empresário do animal de assédio sexual, por encorajar o cachorro a ter relações com ela. O homem que está processando a modelo é Tony Toutouni, um famoso empresário da cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, conhecido como "rei do Instagram".

Nas redes sociais, costuma postar fotos ao lado de várias mulheres e carros de luxo. Em sua conta pessoal no Instagram ele tem 1,5 milhão de seguidores. Segundo Tony, a modelo teria molestado o seu cão durante as sessões de fotos. O empresário ainda vai além. Ele afirma que a modelo  chegou a masturbar o cachorro, que é chamado de Hef, da raça terrier preto da Rússia.

 

 O vídeo

Um vídeo mostra parte da sessão de foto. Ele tem a duração de apenas 38 segundos e já começa com a modelo e o animal à beira da piscina.A modelo acusa Tony de tê-la assediado verbalmente e sexualmente durante o ensaio, além de tê-la apalpado. No vídeo completo, parte da acusação se confirma quando ouve-se o homem falar "mexa esse traseiro e deixe-o cheirar" e "transe com ela" ela desmente o homem, dizendo que não havia um fotógrafo profissional no local, como Tony afirma no processo e que ele era a única pessoa no local tirando fotos. Ela foi alertada pelos advogados de Tony a não divulgar o vídeo, mas o fez mesmo assim. 

"Eu quero que a indústria do entretenimento e o público em geral estejam cientes de pessoas como Tony, que querem usá-lo [o cão] de todas as maneiras possíveis, incluindo atos sexuais impróprios", disse ela.

Os advogados de Tony afirmam que a jovem não estava incomodada com as atitudes do cachorro e nem do empresário já que, nas imagens, ela aparece sorrindo. O empresário estaria processando a modelo por fraude com direito a uma indenização no valor de US$ 1,5 milhão (R$ 5,25 milhões).

• Bruna Moura
Leia mais