Um cachalote encalhado na Indonésia com 6 kg de plástico na barriga

Um cachalote encalhado na Indonésia com 6 kg de plástico na barriga

Um cachalote foi encontrado encalhado numa praia da Indonésia. Em seu estômago continha mais de 1.000 objetos, entre eles copos e sacos plásticos, que poderiam ter sido responsáveis por sua morte.

O plástico se tornou um flagelo para o planeta e um triste acontecimento acaba mais uma vez de acontecer. Um cachalote de 9,5 metros de comprimento foi encontrado encalhado numa praia da ilha de Kapota, situada no parque nacional indonésio de Wakatobi. Em seu estômago, mais de 1.000 objetos foram encontrados, entre os quais 115 copos descartáveis, 25 sacos plásticos, um par de sandálias, e um saco contendo mais de mil pedaços de corda.

Conclusão: 6 kg de dejetos humanos se juntaram e formaram um bloco na barriga da baleia. "Mesmo que nós não tenhamos medidas para determinar a causa da sua morte, nós nos encontramos numa situação horrível", comentou para a CNN, Dwi Supraprti do WWF Indonésia. Se os experts não puderam se pronunciar formalmente sobre a origem dos dejetos , essa massa aparece como uma culpada muito provável.

Plástico, assassino reincidente

Esse ano apenas, duas baleias foram encontradas encalhadas, seus estômagos cheios de plástico (7,7 kg na barrida de um globicéfalo e 29 kg em um de uma cachalote). Em 2017, uma baleira de Cuvier também foi descoberta presa várias vezes em águas rasas nas largas costas da Noruega. Visivelmente doente, ela teve que ser eutanasiada, logo em seguida, um exame revelou a presença de 30 sacos plásticos.

A morte dessa outra baleia na Indonésia reafirma mais uma vez a gravidade do problema da poluição plástica nos oceanos. Parte desses dejetos são confundidos com presas vivas pelos animais marinhos, que logo os ingerem. Uma vez no organismo, eles resistem ao sistema digestivo e terminam se acumulando, obstruindo a passagem. O animal deixa de conseguir se alimentar, e acaba morrendo de fome.

Leia também
Uma estranha criatura marinha encalha em uma praia no México

Milhares de toneladas nos oceanos

Em um estudo desenvolvido no ano passado, pesquisadores estimaram que em 2015, o conjunto de plástico produzido pelo homem desde os anos 1950 atingiu mais de 8,3 bilhões de toneladas. Dessas quantidades fenomenais, 6,3 bilhões de toneladas foram jogadas fora, das quais 79% terminaram no meio ambiente ou em aterros públicos.

É difícil de saber qual é a porção desses dejetos que termina sua vida nos oceanos. Um estudo de 2015 estima que ao longo apenas do ano de 2010, esse número teria atingido 12,7 milhões de toneladas. A metade desses dejetos provém de países asiáticos - China, Indonésia, Filipinas, Tailândia e Vietnã - por mais que boa parte do planeta cumpra um papel na preservação do meio ambiente.

• Marcos Silva
Leia mais