"Embaraçoso" e "estranho": boxeador beija repórter à força durante entrevista

"Embaraçoso" e "estranho": boxeador beija repórter à força durante entrevista

O boxeador búlgaro Kubrat Pulev foi extremamente criticado depois de beijar uma repórter no final de uma entrevista após sua luta em Las Vegas. O boxeador búlgaro nocauteou Bogdan Dinu na luta de sábado à noite e foi entrevistado pela repórter do Vegas Sports Daily, Jennifer Ravalo, conhecida como Jenny Sushe.

Atitude desnecessária

A repórter fez várias perguntas ao boxeador e, no final da entrevista, Pulev pegou seu rosto e a beijou na boca. Mais tarde, ela descreveu o incidente como "embaraçoso" e "estranho". Ela também twittou um vídeo de um boxeador beijando outro nos lábios no meio de um impasse antes de levar um soco no rosto. O Vegas Sports Daily disse que sua repórter foi "vítima de um beijo indesejado, inesperado e espontâneo", enquanto tentava conduzir uma entrevista com o boxeador.

Pulev abordou o incidente em uma declaração no Twitter. Ele disse que a repórter "é realmente uma amiga minha" e que ele estava "tão feliz", que decidiu beijá-la.

A posição da emissora

Depois de receber inúmeras críticas dos internautas, a emissora fez uma declaração repudiando o acontecido: “Queremos deixar claro que o Vegas Sports Daily valoriza a segurança e o bem-estar de nossos colaboradores acima de qualquer classificação e ou clique. Nós nos orgulhamos de fornecer aos jornalistas que compartilham nosso amor pelos esportes e conteúdo de qualidade a plataforma e o espaço para fazer um trabalho que amam, livre de abuso ou assédio.”

Leia também
Com 1,80 metros de quadril, essa garota tem um dos maiores bumbuns do mundo

O site disse que o que aconteceu com Sushe foi "completamente imprudente e injustificado" e afirmou que compartilhava o "choque, mágoa, constrangimento e indignação generalizada".

Eles também aproveitaram para dizer que defendiam os direitos e a liberdade das mulheres: “Em segundo lugar, o Vegas Sports Daily se orgulha de ser uma plataforma que defende e valoriza as mulheres e sua contribuição para nossa publicação e para a própria indústria do esporte. Queremos deixar claro que as mulheres devem se sentir seguras e confortáveis para exercer as funções de seu trabalho, livres de abuso, avanços, assédio, etc no local de trabalho. ”

 

Fonte: thejournal.ie Imagem: Reprodução

Andressa Zabeu
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações