Com calção imitando muro de Trump, boxeador americano é derrotado por mexicano

Com calção imitando muro de Trump, boxeador americano é derrotado por mexicano

Trajando um calção em apoio ao "muro de Trump", o americano Salka perdeu para o mexicano Vargas

A ironia

O combate entre o americano Rod Salka contra o mexicano Francisco Vargas parecia ser apenas mais uma luta normal de boxe na Califórnia; porém, acabou sendo um dos mais memoráveis da história. Tudo começou quando Salka subiu no ringue vestindo um calção que imitava o famoso "muro de Trump", uma das promessas e bases eleitorais do atual presidente dos Estados Unidos. Claro que isso foi proposital, já que o americano enfrentaria o mexicano Vargas, e o muro seria erguido justamente para evitar a entrada de imigrantes ilegais, principalmente mexicanos, em terras estadunidenses. Com as cores azul, vermelho e branco, da bandeira dos Estados Unidos, o calção apresentava também a inscrição "America First" (América em Primeiro Lugar, em tradução livre para o português), lema do presidente Donald Trump durante a corrida eleitoral dos EUA.

O clima de tensão já estava estabelecido, e agora o combate não era mais apenas físico, mas também ideológico. Contudo, o mexicano não deixou se abalar pela provocação feita por Salka, e acabou levando a melhor. A luta foi até o sexto round, no qual Vargas jogou o americano nas cordas laterais do ringue e desferiu uma saraivada de golpes, forçando o árbitro e a comissão técnica de Salka a desistir e dar a vitória para Vargas.

Nas redes sociais, o combate virou o assunto do momento e logo se tornou viral. No YouTube, o vídeo do sexto e último round que marcou a derrota do americano já foi visto mais de 300 mil vezes pouco tempo após ter ido ao ar.

Essa foi a quinta derrota na carreira de Rod Salka: ele já conta com 29 lutas, tendo vencido 24 delas, 4 por nocaute. O mexicano Francisco Vargas participou em 27 lutas profissionalmente, das quais teve uma derrota, dois empates e 24 vitórias, sendo que 17 dessas foram por nocaute.

O muro de Trump

O "muro de Trump" ficou notoriamente conhecido por todo o planeta. Ele foi uma das bases da campanha eleitoral do atual presidente dos Estados Unidos Donald Trump no ano de 2016, última eleição americana. Baseado também no slogan “Construir um muro e fazer o México pagar por ele”, Trump propõe uma forte defesa no sul do país na fronteira com o México, para diminuir a quantidade de imigrantes mexicanos que têm acesso aos Estados Unidos. A discussão sobre o muro continua viva até os dias de hoje, e mesmo que por enquanto o muro não foi erguido, o presidente dos EUA ainda está convicto e organizando os trâmites no Congresso norte-americano para realizar sua promessa.

Leia também
Anthony Joshua não precisa levantar muito peso para ficar musculoso

Muitos encaram o "muro de Trump" como o novo Muro de Berlim, e acham um absurdo tamanha xenofobia e segregação do povo mexicano. Outro problema enfrentado por Trump é a imensa verba que precisaria ser liberada para a construção do muro: o presidente requisitou 5,6 bilhões de dólares para erguer a fronteira, que acabou sendo vetada pela oposição no Congresso. Segundo essa oposição, construir literalmente um muro não é a melhor solução para lidar com os imigrantes ilegais que entram em território norte-americano.

Fonte: Uol Imagem: Reprodução 

Andressa Zabeu
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações