O Japão retoma oficialmente a caça comercial de baleias

O Japão retoma oficialmente a caça comercial de baleias

O Japão anunciou oficialmente que sai da Comissão baleeira internacional (CBI). Objetivo: poder retomar "a pesca comercial" da baleia. O país se tornou o único, junto à Islândia e a Noruega, a manter essa prática.

Agora é oficial. Nessa quarta-feira, dia 26 de dezembro, o governo japonês confirmou que se retirava da Comissão baleeira internacional (CBI), último embate que separava o país da caça de baleias.

Há muitos meses, a ameaça vinha aumentando, a CBI se opunha à demanda do Japão, que tinha se engajado numa "pesca de baleia sustentável". Mas a proporção trouxe a indignação dos países defensores das baleias, como a Austrália, os Estados Unidos e até a União Europeia.

A partir do próximo mês de julho, o Japão vai então "retomar a pesca comercial do mamífero", de acordo com as palavras de um porta-voz do governo. A pesca ainda continuará proibida "em águas do Antártico e do Hemisfério Sul" e será "limitada nas águas territoriais e na zona econômica exclusiva" do Japão.

Decisão "absolutamente questionada"

Leia também
Imagens de um enorme tubarão-tigre capturado na Austrália comovem a internet

O país se tornou o único, ao lado da Islândia e da Noruega, a manter essa prática. Ao lado dos países defensores das baleias, as reações não tardaram a aparecer. Greenpeace, em especial, imediatamente denunciou a decisão do Japão: "É óbvio que o governo tenta fazer passar esse anúncio de forma quieta nesse final de ano, longe dos holofotes da mídia internacional, mas o mundo não é tolo. A decisão do Japão está em completo desacordo com a comunidade internacional e ignora a necessidade de proteger nossos oceanos e essas criaturas majestosas".

O fato é que o Japão nunca parou de cassar baleias. O país se esconde simplesmente atrás de uma falha judicial de 1986, que autoriza a caça aos cetáceos para a pesquisa científica. Agora ele vai praticar a caça às baleias à luz do dia.

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações