Baleia é suspeita de ser uma espiã russa na Noruega

Baleia é suspeita de ser uma espiã russa na Noruega

Baleia encontrada com equipamento russo pode ter sido treinada pela marinha para ser espiã.

Baleia espiã

Todos nós conhecemos espiões e espiãs famosas nos filmes de ação. Quem nunca ouviu falar, por exemplo, do lendário James Bond, o 007? Com certeza, esse é um dos personagens mais conhecidos de todos os filmes na indústria cinematográfica e inspirou milhares de meninos e meninas ao redor do globo.

Uma notícia acabou se tornando viral pelas redes sociais quando uma espiã russa foi encontrada. Mas não trata-se de uma espiã qualquer: a mais nova infiltrada é nada menos do que uma baleia beluga. Ela foi encontrada próxima à costa da Noruega, e estava usando um equipamento de espionagem. As suspeitas são de que a marinha da Rússia treinou o animal para espionar as águas norueguesas.

Equipamento e suspeitas

Audun Rikadsen, um biólogo marinho que fazia parte da equipe que localizou a beluga espiã contou que haviam cintos presos à ela, nos quais pode ser perfeitamente encaixada uma câmera de modelo GoPro, muito utilizada em operações de vigilância; uma etiqueta preso aos cintos indicava que a origem é de São Petersburgo. Além do mais, a Rússia possui uma base naval instalada nos arredores.

Leia também
Imagens de um enorme tubarão-tigre capturado na Austrália comovem a internet

O animal pôde ser localizado quando se aproximou lentamente de barcos da Noruega que estavam próximos à Ingoya, uma ilha do Ártico, a cerca de 415 km de distância da base naval russa. É comum encontrar baleias da espécie beluga na região. Rikadsen descreveu  ao portal de notícias da BBC a situação em que a beluga foi encontrada: segundo ele, os cintos "estavam presos firmemente à sua cabeça, na frente de suas nadadeiras peitorais e tinha clipes". Ele ressalta também que, apesar de o suporte ter sido feito especialmente para acomodar uma câmera de vídeo, nenhuma foi encontrada. Ele ainda revelou que a Rússia é conhecida por treinar baleias belugas para coletarem informações confidenciais: "Uma colega russa disse que eles não fazem esses experimentos, mas ela sabe que a Marinha pegou belugas por alguns anos e os treinou - provavelmente tem algo a ver com isso", disse na entrevista.

Animais de combate?

A base naval russa manifestou-se sobre o caso, tentando tranquilizar a Noruega; porém, não descartaram a hipótese de o animal ter escapado sem querer da Marinha. "Se nós estivéssemos usando este animal para espionagem, você realmente acha que nós anexaríamos um número de celular com a mensagem 'por favor, ligue para este número'?", disse o coronel Vijtor Baranets para a emissora de televisão russa Govorit Moskva. Ele ainda revelou que os russos treinam sim animais para combate, principalmente golfinhos: "Temos golfinhos militares para os papéis de combate, não omitimos isso", afirmou. E contou como eles podem atuar em situações de conflito, alegando que chegam até mesmo a grudar minas em navios não identificados: Em Sebastopol (na Crimeia), temos um centro para golfinhos militares, treinados para resolver várias tarefas, desde a análise do leito marinho até a proteção de um trecho do oceano, matando mergulhadores estrangeiros, prendendo minas aos cascos de navios estrangeiros", finalizou. Baleias e golfinhos são animais muito inteligentes que são facilmente treináveis.

Fonte: BBC Brasil Imagem: Norsk Riksringkasting As

Andressa Zabeu
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações