Estafilococos: como se pega? Sintomas, tratamento e causas

Estafilococos: como se pega? Sintomas, tratamento e causas

Estafilococos são bactérias responsáveis por infecções e doenças. O mais comum é o Estafilococo aureus. Altamente contagioso, seu tratamento é extremamente difícil.

O que são estafilococos?

Estafilococos são bactérias do tipo cocos responsáveis por muitas doenças. É possível contabilizar cerca de quarenta espécies de estafilococos, das quais a mais comum é o Estafilococo aureus (staphylococcus aureus).

Ele é a principal causa de infecção nosocomial (infecção contraída no hospital). Também podemos mencionar o Staphylococcus epidermidis e o Staphylococcus saprophyticus.

Ao contrário do que se poderia pensar, as pessoas com boa saúde podem ter estafilococo. Estima-se que o número de indivíduos saudáveis a ter a bactéria é de 3 a cada 10 pessoas. Ela se revela, na maioria dos casos, benigna, mas pode causar sérias complicações aos ossos, pulmões ou coração.

Os estafilococos são encontrados no meio ambiente (água, solo, ar, alimentos, objetos), mas também na pele e nas mucosas. A bactéria coloniza, em geral, primeiro o nariz antes de se espalhar para as outras partes do corpo por meio das mãos, especialmente nas áreas úmidas (axilas, área genital).

Sintomas de estafilococos

Os estafilococos podem ser a causa de diferentes tipos de infecção. Os sintomas manifestam-se de formas diferentes dependendo do caso. No quadro de uma infecção cutânea, como furúnculos, foliculite ou impetigo, a pele torna-se vermelha, inchada e dolorida. Espinhas cheias de pus aparecem na virilha, nádegas ou sob os braços.

Em caso de intoxicação alimentar, o paciente sente dores abdominais, náuseas e vómitos, dores de estômago e diarreia. Nos casos mais graves, as bactérias entram no fluxo sanguíneo e proliferam. É a chamada sepse ou infecção do sangue. A sepse provoca febre alta, dor de cabeça, dores musculares e, às vezes, um choque tóxico, potencialmente fatal.

Causas da estafilococos e como se pega

Há vários modos de transmissão dos estafilococos. Extremamente resistentes, eles podem ser transmitidos de um indivíduo para outro, especialmente no caso de infecção de pele, mas também a partir de objetos contaminados pela bactéria, como toalhas, fronhas ou telefones.

O contágio também pode ocorrer pela ingestão de alimentos contaminados pelas bactérias que proliferam e liberam toxinas.

Qual é o tratamento contra estafilococos?

É preciso estar atento para evitar a contaminação por estafilococos, pois, uma vez infectado, é muito difícil livrar-se dessa bactéria. Para isso, é importante lavar as mãos regularmente, especialmente no ambiente hospitalar.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

O tratamento contra estafilococos é baseado na realização de um antibiograma que permite determinar qual é o tipo de bactéria responsável pela infecção e escolher o melhor antibiótico. O tratamento antibiótico é administrado via oral durante 7 a 10 dias.

No caso de Estafilococos aureus, recorre-se à utilização de penicilina (meticilina, oxacilina). As infecções cutâneas podem ser tratadas, na maioria das vezes, com uma boa higiene do local e o uso de antissépticos e antibióticos tópicos.

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações