Asma: como reagir a uma crise de asma?
Asma: como reagir a uma crise de asma?
Asma: como reagir a uma crise de asma?
Leia mais

Asma: como reagir a uma crise de asma?

Em 6 de maio comemoramos o Dia Mundial da Asma, uma doença que afeta o sistema respiratório e atinge milhões de pessoas no mundo. É a ocasião para ficarmos atentos aos sinais desta doença e aos reflexos a ter caso encontremos alguém em plena crise de asma.

A asma é uma doença respiratória que acontece devido a uma inflamação das vias aéreas inferiores principalmente os bronquíolos. Ela causa dificuldades para inspirar e sobretudo para expirar, provocando uma grande perda respiratória. Os brônquios começam a encolher, inchar, a se contraírem, o ar fica preso no peito e o tórax fica bloqueado. Essa sensação é acompanhada de uma tosse irritante e pode, muitas vezes, provocar uma grande crise de ansiedade nas pessoas asmáticas, agravando muito o desconforto.

Muitas pessoas referem-se à asma como uma hiper atividade brônquica porque os sintomas vêm de uma forte sensibilidade dos brônquios a certos elementos. O contato com um alergênico é uma das causas mais comuns: a metade da população asmática tem sintomas desencadeados pela presença de pólen. Mas não é tudo, a inalação de substâncias poluentes, uma doença viral, certos medicamentos e até mesmo alguns alimentos podem ser um dos fatores para uma reação asmática.

Muitos sintomas

Veja aqui uma lista dos sintomas mais frequentes para reconhecer uma crise de asma:

- Dificuldade respiratória com expiração muito longa

- Tosse seca

- Ruído na expiração

- Crise de pânico devido à agitação

- Dificuldade de falar

Antes de tudo, calma

Se você encontrar uma pessoa com crise de asma, é importante manter a calma. Mesmo se a crise for forte, alguns gestos são simples são recomendados e podem ajudar a pessoa. Primeiro, ajude-a a ficar na posição mais confortável possível, no geral, sentada. Peça, calmamente, para que ela respire lenta e profundamente. Pergunte-a se ela possui algum tratamento particular quando tem a crise. Se ela possuir um inalador, ajude-a a utilizá-lo. Se a crise não aparentar melhora, se nenhum gesto parece aliviar a pessoa, se ela não puder mais falar e mostrar sinais de cansaço, chame um médico rapidamente.

Controlar a respiração

Se você é asmático, seja precavido! Aqui você encontra alguns conselhos que você já deve saber e que são muito úteis para evitar manifestações clínicas da doença. Primeiro, reconheça os sintomas para reagir rapidamente caso eles se manifestem. Aprenda a controlar sua respiração e a utilizar seus medicamentos, duas regras primordiais. É igualmente importante evitar fatores que provocam as crises para limitar os riscos.

Nos últimos 20 anos o número de casos de alergias e asma aumentam no mundo, mesmo com os tratamentos disponíveis. É necessário informar-se e cuidar do entorno já que a doença está em franca expansão. O dia 06 de maio, Dia Mundial, é uma boa ocasião.

Escrito por De Freitas Agostinho
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações