Turista quase cai em voo de asa delta devido a falha de instrutor

Turista quase cai em voo de asa delta devido a falha de instrutor

Um voo de asa delta na Suíça quase acaba em tragédia para um turista americano. As imagens são perturbadoras!

Um turista americano passou por momentos difíceis durante um passeio na Suíça. Ele teve que lutar pela própria vida ao ficar pendurado em uma asa delta por mais de dois minutos, depois que o instrutor do voo esqueceu de atá-lo ao aparelho. A aeronave chegou a alcançar 4 mil pés de altura.

Chris Gursky é da Flórida. Era seu primeiro dia de férias no país europeu e ele estava visitando a região de Interlaken quando decidiu fazer o voo de asa delta. "Meu primeiro voo de asa delta teve uma reviravolta inesperada quando eu saí do chão", diz a legenda do vídeo do voo, que o próprio Gursky publicou em sua conta do YouTube e já soma mais de 7 milhões de visualizações. "Atenção - o conteúdo a seguir pode ser perturbador para alguns, inclusive a minha esposa", continua.

Leia também
Kourtney Kardashian faz pose em foto muito ousada no Instagram

Logo no início dos 3 minutos e 57 segundos de vídeo, é possível ver que Chris Gursky e o instrutor se preparam para iniciar o voo. Chris já não está com o cinto de segurança afivelado. Quando eles correm para saltar, os dois parecem demorar a entender o que acontece: ele fica pendurado pelas duas mãos na barra de apoio da asa delta. O piloto tenta fazer uma manobra rápida para aterrissar, mas enfrenta problemas para controlar a aeronave. O vento acaba levando a dupla a sobrevoar um grande vale, até que o instrutor consegue fazer o pouso em uma área gramada.

O turista americano se soltou da asa delta quando já estava bem próximo ao chão. Na queda, ele sofreu uma fratura no pulso e passou por cirurgia, precisando implantar uma placa de titânio e sete parafusos no braço. Também houve rompimento do tendão do bíceps por causa do excesso de tempo que ele passou suspenso no ar. Apesar do instrutor de voo ter cometido um erro grosseiro, Chris Gursky agradeceu no vídeo o esforço dele em tentar resolver a situação o mais rápido possível e salvar sua vida.

"Por um lado, é trágico, mas, pelo outro, eles tiveram sorte. Podia ter sido muito pior", disse o presidente da Associação Suíça de asa delta, Christian Boppart ao site The Local. Ele descreveu o incidente como "aterrorizador". "O tipo de erro no vídeo é algo que você aprende na sua primeira hora de treinamento. É difícil entender o que aconteceu", resume. O órgão responsável pela aviação na Suíça está ciente do caso. A licença do piloto pode ser até caçada se o episódio for investigado.

Enquanto isso, Chris Gursky afirma que pretende voltar a saltar: "Eu vou pular de asa delta de novo, já que não consegui aproveitar o meu primeiro voo". 

• Pedro Souza
Leia mais