Arritmia cardíaca: tratamento, causas, sintomas, perigos, do que se trata?

Arritmia cardíaca: tratamento, causas, sintomas, perigos, do que se trata?

A arritmia cardíaca é uma anomalia que se manifesta por um ritmo cardíaco irregular.

Definição: o que é arritmia?

A arritmia cardíaca corresponde a um ritmo cardíaco irregular. Falamos de arritmia quando o coração bate muito rápido ( taquicardia), muito lentamente ( bradicardia) ou irregularmente sem justificativa. Ela é o problema cardíaco mais comum. Dependendo do caso, ele pode ser temporário ou permanente. A forma mais comum da arritmia cardíaca é a fibrilação auricular. Ela acontece quando o sinal elétrico do coração é perturbado.   

 

Sintomas da arritmia

A intensidade dos sintomas da arritmia cardíaca varia de uma pessoa a outra. O problema pode passar completamente despercebido. Quando ela manifesta-se, ela possui sempre os mesmos sintomas clínicos:

Leia também
Leoa gravemente ferida é salva por veterinários no Quênia

- palpitações cardíacas

- uma forte fadiga

- falta de ar

- dor no peito

- queda da tensão arterial

- síncope ( perda de consciência).

 

Causas da arritmia

Muitas causas podem ser a origem da arritmia cardíaca como o estresse, o tabagismo, o abuso do álcool, de drogas ou de cafeína assim como certos medicamentos. As pessoas com mais riscos de ter a doença são as que têm predisposição hereditária, diabetes ou patologias cardíacas como doenças coronarianas, hipertensão ou crise cardíaca anterior. 

 

Tratamento da arritmia

O tratamento da arritmia cardíaca difere de acordo com o tipo de anomalia. No caso da bradicardia, a colocação de um marca-passo ( estimulador cardíaco) perto do coração é necessário. Ele permite enviar um pulso ao coração quando ele começa a bater muito lentamente. No caso de taquicardia, diferentes tratamentos são possíveis. O médico pode prescrever medicamentos (betabloqueadores, antiarrítmicos, anticoagulantes...) que diminuem a frequência dos batimentos.

O uso de radiofrequência é usado em alguns ritmos de arritmia cardíaca. Um catéter é introduzido em um vaso sanguíneo e direcionado ao coração. Enfim, a implantação de um marca-passo ou de um desfibrilador automático também é possível.

É fortemente recomendado adaptar seus hábitos para encontrar uma forma de vida sadia: parar de fumar, limitar o consumo de álcool, o estresse e os riscos de obesidade. 

• Raposo Gabriela
Sem Internet
Verifique suas configurações