Vestígios de Tenea, incrível cidade antiga que remonta à Guerra de Troia, são descobertos na Grécia
Vestígios de Tenea, incrível cidade antiga que remonta à Guerra de Troia, são descobertos na Grécia
Vestígios de Tenea, incrível cidade antiga que remonta à Guerra de Troia, são descobertos na Grécia
Leia mais

Vestígios de Tenea, incrível cidade antiga que remonta à Guerra de Troia, são descobertos na Grécia

Com os resultados das escavações feitas ao longo dos últimos meses na Grécia, arqueólogos acabam de anunciar a revelação de vestígios de uma cidade antiga que poderia possibilitar a comprovação do hipotético acontecimento da Guerra de Troia.

"A Guerra de Tróia não acontecerá". Este é o título dado pelo dramaturgo Jean Giraudoux em sua famosa peça escrita em 1930. Obra cujo desfecho trágico é o oposto do título, que aparece acima de tudo como o prenúncio do estouro da Segunda Guerra Mundial... Um augúrio muito triste de uma tragédia real, baseado entretanto em uma história mitológica um pouco menos tangível.

Sujeito a séria controvérsia histórica, o acontecimento da Guerra de Troia é, na verdade, mais uma lenda do que uma realidade demonstrada por evidências materiais. Até agora, nenhum registro arqueológico da luta poderia ser detectado. Uma dúvida latente que pode agora, finalmente, ser resolvida após as descobertas inesperadas que foram feitas na Grécia por arqueólogos.

De acordo com um comunicado divulgado pelo Ministério da Cultura grego, escavações de setembro conduzidas ao início de Outubro no sul do Peloponeso fizeram a "prova da existência de a antiga cidade de Tenea". Uma cidade desaparecida, mencionada apenas em escritos antigos, e que poderia ter abrigado os primeiros prisioneiros capturados durante o saque de Troia.

Um universo de vestígios

Paredes, edifícios, pisos feitos de barro, mármore ou outras pedras... mas também itens de cerâmica doméstica, dados de osso esculpido, ou mesmo duzentas moedas datadas da Era anterior à nossa, o fim do antigo período romano. Este é o inventário produzido por arqueólogos após várias semanas de escavações, concluídas recentemente.

Entre os restos das fundações de um prédio, os especialistas também descobriram dois fetos humanos, fechados em um vaso de barro. Uma descoberta estranha, sendo que a antiga tradição grega queria que cemitérios bem organizados fossem estabelecidos fora das muralhas da cidade..."

"[A cidade] tinha formas de cerâmica que lhes pertenciam, marcadas por influências orientais. Ela manteve contato tanto com o Oriente quanto com o Ocidente... e tinha sua própria maneira de pensar, que na medida do possível, desenvolveu seus próprios [princípios] políticos", esclarece a Associated Press Elena Korka, arqueóloga chefe da missão escavações.

Uma cidade próspera

"Os cidadãos parecem ter sido extremamente ricos", disse o especialista, que avança na hipótese de que, a cidade que acaba de ser trazida à luz, pode ter sido uma encruzilhada estratégica na via que liga as famosas cidades de Corinto e Argos, a Nordeste do Peloponeso.

Para tentar esclarecer um pouco mais o mistério que gira em torno desta cidade lendária até então, arqueólogos aproveitam agora para fazerem operações de escavação pelos cemitérios da cidade antiga. Espaços funerários localizados hoje a cem quilômetros a sudoeste de Atenas. Isso pode, talvez, encerrar definitivamente o debate trazendo provas materiais de que "A Guerra de Troia realmente aconteceu".

Escrito por De Freitas Agostinho
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações