Surpreendente aranha com cabeça de coelho é filmada na floresta do Equador

Surpreendente aranha com cabeça de coelho é filmada na floresta do Equador

Um biólogo filmou uma impressionante criaturinha nas florestas do equador: um aracnídeo dotado de uma cabeça impressionantemente semelhante à de um coelho.

Com cerdas, peladas, pretas ou coloridas, grandes ou minúsculas, as aranhas provocam fobia em entre 3,5 a 6,1% da população; Às vezes com razão, às vezes sem. Todavia, nós estamos prontos para apostar que o aracnídeo que vamos mostrar para você tem um atributo capaz de por fim em todos os medos: um par de excrescências que saem do topo da cabeça, que fazem com que ela se pareça com um pequeno inocente coelho.

Um opilião, tão inocente quanto um coelho

O Metagryne bicolumnata não é propriamente uma aranha, na verdade, ele é muito mais o que chamamos de opilião. Ao contrário da sua prima, esse aracnídeo não produz nem ceda nem veneno, e se suas longas patas te intimidam, saiba que ele é absolutamente inofensivo. A parte inferior do corpo do M. bicolumnata é amarela e na parte de cima vem a cabeça.

Na cabeça, dois pequenos olhos negros, penetrantes e aproximados, dão a impressão de um pequeno nariz de coelho. Em cima dessa ilusão de focinho, encontramos dois pontos amarelos, que lembram dois olhos pintados, e, em cima deles, vemos, como já dissemos, duas excrescências que completam a fantasia de coelho desse simpático opilião.

Mistério da natureza

"Os opiliões existem há pelo menos 400 milhões de anos e são mais velhos até do que os dinossauros", informação tirada do site em que o biólogo Andreas Kay postou um vídeo impressionante, mostrando a criatura evoluir em seu habitat natural nas florestas do Equador. "Vendo esse 'opilião coelho', não podemos deixar de perguntar a nós mesmos se um cientista louco implantou uma cabeça de coelho em cima de oito patas de aranha.

"Descoberto pela primeira vez em 1959 pelo aracnólogo alemão Carl Friedrich Roewer, M. bicolumnata continua surpreendendo os cientistas por causa da sua aparência. "Pode ser que essas marcas lembrem olhos, associadas às protuberâncias, tenham por função enganar os predadores dando a impressão que a criatura é maior que ela é de fato." Seja o que for, no concurso de fantasias, o opilião-coelho saiu vitorioso!

• Marcos Silva
Leia mais