Você sabia que os largartos têm três olhos?

Você sabia que os largartos têm três olhos?

Pouca gente sabe, mas os répteis, anfíbios, e até peixes, podem ter um "terceiro olho". Saiba como identificá-lo e as hipóteses por trás dele.

Na parte de cima da cabeça dos anfíbios, peixes e répteis pode haver um "olho" a mais. Quando você se deparar com algum animal desses, observe o meio de suas testas. Ali, haverá um círculo, de cor opaca, meio clara. Esse "terceiro olho", como é popularmente conhecido, é uma estrutura chamada de olho pineal.

Ela já foi bastante estudada na literatura científica, mas não se sabe muito bem ainda para que ela serve.O que é claro aos biólogos por enquanto é que o olho pineal está ligado à recepção de luz, auxiliando o animal a localizar-se e organizar-se no espaço e no tempo, como para saber se é dia ou noite, por exemplo.

Leia também
Imagens de um enorme tubarão-tigre capturado na Austrália comovem a internet

Esse olho localizado acima dos orifícios nasais é desenvolvido de forma similar aos olhos comuns, são ligados ao cérebro e têm, entre essas ligações, camadas finas que se assemelham a uma retina.Se o nome "pineal" soa familiar é porque os seres humanos também tem algo com esse nome, uma glândula, que também se localiza no alto de nossas cabeças. Sua função é regular nosso sono, uma função não tão diferente daquela dos répteis. 

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações