Moradores encontram jacaré nadando tranquilamente na piscina de casa

Moradores encontram jacaré nadando tranquilamente na piscina de casa

Jacaré apareceu dentro de piscina e assustou moradores no Distrito Federal.

Pegando um bronze? 

Quando achamos que já vimos de tudo, vem a natureza e mostra que não vimos nada ainda. Os moradores de uma casa no Distrito Federal acordaram com um convidado inesperado dentro de sua piscina: um jacaré, que nadava tranquilamente no quintal da casa. Por volta das 9h30 da manhã, o Batalhão de Polícia Militar Ambiental da região recebeu um telefonema e qual não foi a surpresa de todos quando a chamada serviria para relatar um caso de um jacaré dentro de uma piscina, história digna de uma brincadeira ou alguém tentando pregar uma peça. Quando chegaram ao local, constataram que era realmente verdade, e lá estava o bicho. Tratava-se de um jacaré não muito grande: o bicho pesava mais ou menos 8 kg e media cerca de 90 cm de comprimento, mas que pode chegar até os 2 metros quando o animal é adulto. Ele não apresentava sinais de nenhum ferimento. 

Para tirar o bicho de dentro da piscina e realizar o resgate, as autoridades utilizaram uma espécie de coleira para entrelaçar o jacaré e conseguir tirá-lo da água. A ação foi extremamente rápida: bastaram 2 minutos para que o bicho fosse capturado e resgatado de dentro da piscina. Assim que foi retirado, ele foi imediatamente imobilizado, pois apesar de se tratar de um filhote, sua mordida extremamente potente pode causar ferimentos graves. O animal então foi levado para o Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres (Cetas), localizado no Parque Nacional de Brasília. Ele então passará por uma bateria de exames para saber sua real condição e também para avaliar se o réptil poderá ser devolvido à natureza, mais especificamente no Lago Paranoá, que fica ali por perto.

Mas por que ele estava lá, afinal?

O que você faria se encontrasse um crocodilo na porta de sua casa te impedindo de sair? Histórias como essa, por incrível que pareça, não são tão raras de acontecerem. Pouco tempo antes deste caso do jacaré na piscina, outros dois parecidos aconteceram em curtos períodos de tempo. Os policiais ambientais afirmam que, nessa época do ano, esse tipo de acontecimento se dá pois os jacarés estão em época de reprodução, fazendo com que eles saiam de seus habitats naturais em busca de locais mais apropriados para a criação dos filhotes.

O jacaré-açu

O réptil encontrado na piscina dos surpresos moradores da casa é o jacaré-açu. Para a sorte deles, o bicho ainda era filhote, pois essa é uma das espécies mais fortes e ocupam o topo de cadeias alimentares. Esta espécie é exclusiva da América do Sul, e é também conhecida como jacaré-negro. Devido ao seu gigantesco tamanho quando adultos (eles podem atingir mais de 4,5 metros de comprimento e pesar mais de 300 quilos), eles podem se alimentar de praticamente qualquer presa de qualquer tamanho, como por exemplo onças, jiboias, pumas e sucuris; porém, seus pratos prediletos ainda são animais de pequenos porte, como peixes, tartarugas, capivaras e cervos.

Leia também
Imagens de um enorme tubarão-tigre capturado na Austrália comovem a internet

O jacaré-açu já foi quase extinto, pois seu couro de cor negra e sua carne saborosa são produtos com um alto valor comercial. O que você faria se encontrasse um animal desse tamanho em seu quintal? 

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações