Lesma causa pane elétrica e caos ferroviário no Japão

Lesma causa pane elétrica e caos ferroviário no Japão

Nem mesmo o poderoso sistema ferroviário do Japão, que nunca atrasa, conseguiu manter a organização diante de uma pane causada por uma lesma.

Nesse domingo, uma lesma foi o motivo de uma pane de energia elétrica no sistema ferroviário japonês que fez com que dezenas de trens parassem e ocasionassem atrasos para mais de doze mil passageiros. A eletricidade em várias linhas da parte sul do país, operadas pela empresa Kyushu Railway, a também conhecida como JR Kyushu.

Tudo teve início na cidade de Kitakyushu, localizada na ilha de Kyushu, por volta das 9h40 da manhã. Um apagão geral e inesperado ocorreu na linha JR Kagoshima entre Moji Station e a Space world Station, como também na linha Nippo que roda entre as estações de Jokura e Jono.

O sistema controlado pela operadora de transportes foi obrigado a cancelar 26 trajetos e ocasionando lentidão em vários outros. O método de operação de trens japonês, entretanto, é conhecido por sua absoluta pontualidade e eficácia.

A JR Kyushu informou ter encontrado o verdadeiro culpado pelos cancelamentos e lentidões, o que era difícil de acreditar é que tudo se deu por conta de uma lesma que atingiu um armário de eletricidade próximo aos trilhos. “Procuramos o dispositivo responsável pela pane elétrica e achávamos, inicialmente, que se tratava de um bug no sistema, mas, na verdade, o problema era uma lesma morta”.

Os trabalhadores das linhas conseguiram encontrar pouco tempo depois de um alerta geral para a equipe de manutenção a fonte do blackout, um equipamento chamado interruptor desconector. O interruptor era guardado com cadeado, dentro de um armário, mais uma vez lacrado, justamente para evitar qualquer alteração precipitada ou invasão de pequenos insetos, entretanto, o corpo de uma lesma foi encontrado eletrocutado ali.

Um incidente raro, segundo a autoridade. “Acontecem com certa frequência problemas de colisão de cervos com trens e vagões, mas nunca nada ligado a lesmas”. Depois de verificar todos os quadros de eletricidade na área, a JR Kyushu descartou qualquer outra intrusão de lesmas na zona.

A imprensa local disse que a lesma, apesar de ter causado imenso transtorno na região, não saiu viva, o pequeno molusco foi torrado pela corrente elétrica e praticamente derreteu assim que gerou o curto circuito. As pessoas, de modo geral, não acreditaram que aquilo pudesse ser verdade, tendo sido necessária a confirmação de uma doutora na área, que explicou que a lesma conseguiu encontrar um pequeno espaço desencapado. E assim que entrou lá, encostou no cabo e provocou o curto em toda a sessão.

A lição a ser tirada é que lesmas são criaturinhas formidáveis com potencial de provocar a desestabilização de toda uma infraestrutura. Eles deveriam, depois disso, rever os pequenos detalhes, mesmo que seja praticamente impossível prever esse tipo de problema.

Leia também
Imagens de um enorme tubarão-tigre capturado na Austrália comovem a internet

Por mais que o ocorrido seja algo absolutamente inusitado, não é difícil de ocorrer problemas entre o transporte e animais no arquipélago. Há dois anos, um trem que ia de Tokyo a Hiroshima foi obrigado a parar de rodar por instantes por causa de uma cobra de mais de 30 centímetros encontrada no vão entre os bancos de passageiro. Mesmo assim, o trem chegou no horário previsto.

Saiba mais sobre esta história, no vídeo acima! 

(Fonte: 20 minutes) 

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações