Formiga drácula: a mandíbula mais poderosa do reino animal

Formiga drácula: a mandíbula mais poderosa do reino animal

Formiga que vive na Oceania e Sudeste Asiático é o animal com a mandíbula mais rápida do mundo.

A mandíbula mais poderosa do mundo animal

Quando pensamos em mordidas fortes, logo nos vêm em mente os mais temidos e variados animais de grande porte, como por exemplo o jacaré, o leão ou o tubarão. Sempre encontramos nos noticiários casos de pessoas que foram atacadas por estes bichos e ficam gravemente feridas, ou até mesmo acabam morrendo. Porém, o mais recente estudo sobre a potência das mandíbulas dos diferentes animais mostrou resultados surpreendentes: o animal com a mandíbula mais potente do mundo é de uma simples formiga. Isso mesmo: trata-se da formiga Drácula, uma espécie de formiga que habita a Oceania e o Sudeste Asiático. Sua mandíbula levou o título de mais poderosa do mundo, e também é o movimento mais rápido do planeta: sua mordida alcança os 320 quilômetros por hora, sendo mais rápida até mesmo do que o piscar de olhos humanos.

O estudo foi publicado por uma equipe de pesquisadores da Universidade de Illinois na revista periódica chamada Royal Society Open Science. O entomologista Andrew Suarez é o professor de biologia animal da universidade e é também o líder da pesquisa. No periódico, ele diz: "Essa alta velocidade de aceleração dos ataques que cria as forças de alto impacto é necessária para seus comportamentos predatórios e defensivos", explicou em relação à formiga drácula. "Essas formigas são fascinantes. Suas mandíbulas são muito incomuns", continuou ele.

O funcionamento da mordida da formiga drácula

O coautor do estudo, Adrian Smith, explicou um pouco melhor o processo que se dá a mordida da formiga drácula: "Mesmo entre formigas que amplificam o alcance de suas mandíbulas, as drácula são únicas: em vez de usar três partes diferentes para a mola, o trinco e o braço da alavanca, todas essas três partes são combinadas na estrutura da mandíbula". Ele também diz que o movimento realizado pelo inseto é bastante parecido com o estalar dos dedos do ser humano".

Leia também
Uma amedontradora chuva de aranhas atinge a Austrália

Mas por que essa formiga precisa de uma mordida tão poderosa assim? Segundo os cientistas, elas usam sua mandíbula poderosa para atacar outros insetos, principalmente os artrópodes, deixando-os atordoados; depois de morta, a presa é levada ao ninho para ser devorada pelas larvas, os filhotes das formigas. 

Para chegar à essas conclusões sobre a potência da mandíbula da drácula, foram necessários equipamentos especiais para conseguir capturar o movimento todo. Os cientistas também afirmam que já existiam estudos sobre a formiga drácula, mas não tão aprofundados justamente pela falta de equipamentos capazes de capturar com exatidão a mordida como um todo. "Outros cientistas já haviam descrito o mecanismo, mas antes ninguém sabia a velocidade desse movimento. Tivemos de utilizar câmeras incrivelmente rápidas para captar todo o movimento. Também usamos tecnologia de raio-X para ver a anatomia dessas formigas e entender melhor como o movimento funciona", explicaram no periódico. Para finalizar, um esboço foi feito por um programa de computador para analisar com detalhes a estrutura da mandíbula do inseto, e como o movimento era realizado. "Concluímos que estávamos diante do mais rápido movimento já conhecido feito por um animal", concluíram. 

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações