Após comer uma marmota, casal morre de peste bubônica na Mongólia

Após comer uma marmota, casal morre de peste bubônica na Mongólia

Após se alimentar de carne de marmota crua, casal morre vítima da Peste Negra.

Fatalidade

A Peste Negra, ou peste bubônica, devastou a Europa no século XIV, matando mais ou menos um terço da população naquela época. Com os avanços das ciências, a doença foi controlada e praticamente erradicada por todo o planeta. Porém, depois dessas centenas de anos, registrou-se mais um caso de vítimas da Peste Negra: um casal que havia comido carne de uma marmota, na Mogólia. A bactéria Yersinia pestis é a causadora da doença, e ela é encontrada em pequenos roedores mamíferos. Segundo o médico N.Tsogbadrakh, que acompanhou o caso, o consumo de carne de marmota é proibido na Mongólia. Em entrevista ao jornal The Siberian Times, ele afirmou: "Apesar de ser proibido consumir marmotas no país, o paciente caçou o animal e comeu sua  carne junto com a esposa. A bactéria afetou o estômago dos dois".

O rapaz de 38 anos caçou o animal nos arredores da cidade de Uglii, e se alimentou da carne de marmota crua compartilhando com sua esposa. Ela tinha 37 anos e estava grávida, não resistiu e veio a óbito 3 dias depois de ter comido a carne.

Controle nas fronteiras

A morte do casal gerou várias polêmicas e deixou a população local com um certo pânico. As autoridades até mesmo tiveram de agir, controlando voos e fazendo controles nas fronteiras com a cidade de Uglii. Os passageiros de um avião com destino a  Ulaanbaatar, a capital da Mongólia, foram colocados em quarentena sob suspeitas de portar a doença. Outra medida protetiva foi controlar a fronteira de Uglii, local do ocorrido, com Novosibirsk, da Rússia, para que a Peste não voltasse a se espalhar. Em entrevista ao jornal The Guardian, Sebastian Pique, de 24 anos, afirmou que "Depois que a quarentena foi anunciada, poucas pessoas — mesmo os locais — estavam nas ruas por medo de pegar a doença". Pique, voluntário do Corpo de Paz Americano disse que o clima realmente era de pavor e medo.

Carne de marmota

Leia também
Imagens de um enorme tubarão-tigre capturado na Austrália comovem a internet

Apesar de parecer estranho, as autoridades da Mongólia frequentemente alertam a população local contra o consumo de carne de marmota crua, já que ela pode conter a bactéria Yersinia pestis, causadora da temida Peste Negra. No entanto, muitas pessoas acabam ignorando os avisos, alegando que a ingestão de carne de marmota crua faz bem à saúde. De qualquer forma, na Mongólia, todos os anos são registradas pelo menos uma morte de peste bubônica, principalmente graças à ingestão da carne.

A Peste Negra

A Peste Negra foi sem dúvidas uma das pandemias que mais avassalou a espécie humana. Estima-se que cerca de 200 milhões de pessoas morreram vítimas da doença na Eurásia (Europa e Ásia). Um terço da população europeia foi varrida do mapa, principalmente durante o período dos anos 1346 e 1353. A peste bubônica, como também é chamada, é transmitida através de pulgas, ratos e pequenos roedores, como a marmota. A maior dificuldade na época era sepultar os mortos, já que não havia espaço suficiente devido à enorme quantidade de pessoas que faleciam todos os dias vítimas da doença.

 

Fonte: Revista Galileu Imagem: Getty 

Andressa Zabeu
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações