Angiografia: definição, como é o exame, há riscos?

Angiografia: definição, como é o exame, há riscos?

A angiografia é um exame radiológico que pode visualizar e estudar os vasos sanguíneos, tanto pela rede arterial como pela venosa.

Definição de angiografia

A angiografia é um exame radiológico através do qual é possível visualizar artérias (arteriografia) e veias (flebografia). De fato, em uma radiografia convencional, os vasos não são visíveis porque os raios X passam por eles.

Essa técnica de imagem médica permite, graças a um produto de contraste iodado, observar os vasos sanguíneos. A angiografia possibilita, assim, a visualização de certas anormalidades, como aneurismas (dilatação de uma artéria), estenoses (estreitamento de um vaso), tromboses (bloqueios), mas também edema, tumores, hérnias etc.

Como vai a angiografia?

Como o exame de radiologia, a angiografia é realizada por um radiologista. Especificamente, o examinador realiza a anestesia local onde ele irá realizar uma punção em uma veia ou artéria (dependendo da área que ele deseja explorar).

Ele então vai inserir um cateter (tubo fino e flexível). É através deste cateter que um produto de contraste iodado será injetado. A sensação de calor sentida no momento da injeção do produto é um fenômeno normal que desaparece rapidamente. O cateter é então removido e uma compressa é aplicada para evitar o sangramento.

O paciente então fica em seu quarto de hospital, enquanto o líquido de contraste atinge toda a circulação e se mistura com o sangue. Posteriormente, os cliques radiológicos serão feitos de acordo com a técnica usual, com raios-X.

Angiografia: existem riscos e contraindicações?

A angiografia é um exame de radiologia que apresenta os mesmos riscos que uma radiologia padrão. Isto é particularmente porque expõe a radiação ionizante que pode representar um problema. Portanto, é contraindicado em mulheres grávidas.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

No entanto, a angiografia tem uma característica relacionada à injeção do produto de contraste iodado, que ocorre antes das próprias imagens radiológicas. O local da punção não é responsável por qualquer dor, uma vez que a área é previamente anestesiada, no entanto, um ligeiro hematoma pode se formar. Esse exame também pode ser contraindicado em pacientes comalergia ao iodo (risco de choque anafilático).

Da mesma forma, pessoas com problemas renais (insuficiência renal em particular) devem evitar esse tipo de exame. Finalmente, os pacientes que tomam anticoagulantes podem ser obrigados a interromper o tratamento temporariamente para esse teste. Todos os riscos combinados, complicações relacionadas à angiografia são inferiores a 1%.

Danielle Pereira
Sem Internet
Verifique suas configurações