Anemia: tratamento, sintomas e causas. O que é a anemia e quais são seus sinais?
Anemia: tratamento, sintomas e causas. O que é a anemia e quais são seus sinais?

Anemia: tratamento, sintomas e causas. O que é a anemia e quais são seus sinais?

Anemia é um problema de saúde que afeta cerca de um quarto da população mundial. Essa anomalia pode causar complicações e precisa ser tratada quando a situação torna-se crítica. Foquemo-nos nesse problema sanguíneo.

Definição: o que é anemia?

A anemia é uma baixa anormal das taxas de hemoglobina no sangue. A hemoglobina é uma proteína contida nos glóbulos vermelhos que lhes permite transportar o oxigênio para o corpo através do sangue. É por isso que as pessoas atingidas pela anemia pedem o fôlego e se cansam mais rapidamente. Na verdade, seu coração deve redobrar os esforços para transmitir a mesma quantidade de oxigênio.

Fala-se de anemia quando a hemoglobina fica abaixo de 140 gramas por litro de sangue em recém-nascidos, de 130 g/l em homens adultos e de 120 g/l em mulheres adultas.

Existem dois grandes tipos de anemia. Um desses tipos é a anemia primária, caracterizada pela produção insuficiente de glóbulos vermelhos e de hemoglobina pela medula óssea. O outro tipo é a anemia secundária, em que essa produção é normal, mas ocorre uma queda devido a uma perda significativa de células vermelhas do sangue, através de hemorragia, por exemplo, ou por causa da destruição destas células, a chamada hemólise.

Causas de anemia

Esse problema de saúde se desenvolve por várias razões. Mas na maioria das vezes, está ligado a uma carência nutricional de ferro ou vitaminas. Esses elementos são essenciais para a produção de hemoglobina e para o funcionamento de células vermelhas do sangue.

A anemia também pode ser ligada a uma doença renal que interrompe a produção de um outro elemento essencial chamado eritropoietina. Uma doença inflamatória ou um problema na medula óssea também podem desencadear a insuficiência de glóbulos vermelhos.

As mulheres que têm menstruação abundante, crianças em idade pré-escolar e mulheres grávidas correm um risco maior de desenvolver a anemia.

Sintomas: como reconhecer a anemia?

A maioria dos indivíduos que sofrem de anemia leve não percebe a doença. Dependendo da gravidade, o tipo de anemia e a sua velocidade de instalação da doença, os sintomas serão mais ou menos intensos. Em geral, os sintomas da anemia são bastante típicos, caracterizados por:

- Fadiga

- Palidez

- Batimento cardíaco acelerado

- Rápida falta de ar depois de um esforço físico

Também pode-se notar:

- As extremidades dos membros frias

- Dor de cabeça

- Tonturas

- Maior vulnerabilidade a infecções

É possível observar, no caso de anemias mais graves, dor nos membros, abdômen, costas ou peito, distúrbios visuais, assim como icterícia (amarelão).

Diagnóstico da anemia

O diagnóstico da anemia é feito por meio de um exame clínico complementado por análises sanguíneas, especificamente um hemograma que vai avaliar as taxas de hemoglobina no sangue. Se essas taxas forem menores do que os valores citados acima, a anemia é confirmada. O hemograma também permitirá obter informações sobre a origem da doença, especialmente se está ligada a uma deficiência ou não.

Tratamentos contra anemia

Os tratamentos para a anemia variam de acordo com o tipo e a causa da doença.

- Se a anemia é devida a uma carência de ferro, o médico vai tentar identificar a causa e prescrever a suplementação em forma de comprimidos.

- Se tratar-se de uma falta de vitamina B12 ou ácido fólico (vitamina B9), uma suplementação também poderá ser prescrita.

- Se a anemia é causada por um medicamento, é necessário parar de tomá-lo.

- Se a anemia for associada a uma doença, essa doença deve ser tratada para reduzir os sintomas

- Para as mulheres que têm menstruação abundante, uma terapia hormonal pode ajudar a reduzir os sintomas

- Em caso de anemia hemolítica adquirida (não congênita), imunossupressores e corticosteróides são prescritos

- Em casos de anemia grave, injeções de eritropoietina sintética, transfusões de sangue ou transplante de medula óssea podem ser considerados, dependendo do paciente.

Se a anemia for severa ou ficar muito tempo sem cuidados, pode levar a complicações cardíacas e pulmonares.

Escrito por Bruna Moura
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações