© Gentside Crédito fotográfico para todas as imagens neste site (exceto quando indicado de outra forma): © iStockphoto.

Mulher é devorada por crocodilo de estimação gigante

Marcos Silva

O crocodilo ficava ilegalmente em sua fazenda de pérolas e foi devorada e morta ao alimentar o bicho.

Ataque brutal

Uma notícia chocou os noticiários da Indonésia e do mundo esta semana. Uma mulher de 44 anos foi devorada e morta por um crocodilo gigante mantido como animal de estimação em sua fazenda de pérolas na ilha indonésia de Sulawesi. Deasy Tuwo mantinha de forma ilegal um gigantesco crocodilo de mais de 700 quilos e 4,4 metros de comprimento chamado Merry em um lago de sua fazenda especializada na produção de pérolas. Na hora em que foi alimentar o bicho no dia 10 de janeiro de 2019, Merry atacou-a furiosamente e comeu um de seus braços e a metade inferior de seu corpo desde o abdômen. Alguns relatórios dizem que o réptil arrastou a mulher para dentro do lago, mas os agentes que cuidam do caso afirmam que ela caiu com o susto. O que restou de seu corpo foi encontrado pelos seus colegas de trabalho na manhã seguinte.

A North Sulawesi Natural Resources Conservation Agency (BKSDA), agência que controla os recursos naturais na ilha de Sulawesi e que funciona como uma espécie de polícia florestal da região revelou ao canal de notícias indonésio BBC Indonesia que eles já tinham conhecimento que o animal era mantido ali de forma irregular, e que tentaram diversas vezes retirar o réptil do local mas nunca tiveram sucesso, dizendo que nunca eram atendidos e que a fazenda de pérolas sempre esteve fechada como se não houvesse ninguém. De acordo com as autoridades, os restos mortais e pedaços de Deasy ainda estavam dentro do crocodilo quando chegaram no local. A polícia investiga agora o paradeiro do verdadeiro dono da fazenda, um rapaz japonês que se mudou para a Indonésia. Alguns vídeos que foram gravados durante a retirada do imenso crocodilo foram parar nas redes e logo se tornaram virais.

Casos como esse não são raros. Recentemente um pescador foi encontrado dentro da barriga de um crocodilo, ele havia desaparecido depois de ter ido apanhar moluscos em um rio localizado perto de sua casa em East Kutai, Bornéu.  

Os ataques de crocodilos na Indonésia

A Indonésia é o maior arquipélago do mundo, e é também o país em que ocorre o maior número de ataques de crocodilo, sendo muitos deles fatais. Em todo o planeta, são registradas mais de 1000 mortes por ano por ataque de crocodilo, superando até mesmo os ataques fatais de tubarões. Os crocodilos não saem à caça de seres humanos, mas são oportunistas: quando dada a oportunidade, eles certamente atacam. Como são mestres da camuflagem e exímios caçadores e nadadores, eles calculam e usam o fator surpresa para assegurar que o ataque seja devastador.

300 crocodilos mortos de uma só vez

Um outro caso que chocou o mundo aconteceu em julho do ano passado, também na Indonésia. Um morador foi atacado e morto por um crocodilo, fazendo com que uma multidão de cerca de 600 armadas de machados, foices, facas e cutelos saísse em uma caçada implacável, resultando na morte de quase 300 crocodilos por pura "vingança". Todos os animais dizimados estavam sendo mantidos sob vigilância em uma reserva natural próxima. As imagens dos muitos crocodilos mortos e ensanguentados correram o mundo, gerando uma séria polêmica com as autoridades e sociedades defensoras das causas dos animais. Segundo a polícia, não foi possível deter o grupo de moradores furiosos devido ao seu grande número. 

Próximo artigokeyboard_arrow_right

Leia também

Casal é atacado por crocodilo na piscina de um hotel em Zimbábue

Este pai de família teve medo de morrer ao pescar um crocodilo!

Um tubarão e um crocodilo lutam violentamente por peixes lançados por turistas

Quando um hipopótamo "vai socorrer" um gnu atacado por um crocodilo