Ailurofobia: sintomas, causas, tratamento, o que é isso?

Ailurofobia: sintomas, causas, tratamento, o que é isso?

A ailurofobia é caracterizada por um medo irracional dos gatos. Esse mecanismo de defesa geralmente encontra sua origem em uma experiência traumática durante a infância.

O que é ailurofobia?

Também conhecida como galeofobia, gatofobia ou catufobia, essa fobia específica é um transtorno de ansiedade. De fato, resulta em ansiedade excessiva quando o sujeito é confrontado, direta ou indiretamente, com um gato.

Em algumas pessoas, o simples contato visual com o animal é suficiente para gerar ansiedade profunda que será associada a muitos outros sintomas. A ailurofobia pode afetar significativamente a vida pessoal, social e profissional da pessoa fóbica, uma vez que os gatos são animais domésticos encontrados em muitos locais públicos. Em casos extremos, a mera visão de um gato em um filme pode desencadear um pânico.

Quais são os sintomas da ailurofobia?

Quando se depara com uma situação que provoca ansiedade, a ailurofobia pode apresentar uma variedade de sintomas cuja intensidade varia de acordo com os indivíduos:

- suores excessivos;

- alta frequência cardíaca;

- querer fugir;

- tontura;

- perda de consciência;

- tremores;

- dificuldade em respirar normalmente.

Para não sentir esse tipo de sintomatologia, a pessoa fóbica colocará em prática comportamentos "contra fóbicos" para não se confrontar com eventos.

Quais são as causas da ailurofobia?

Como todos os transtornos de ansiedade, a ailurofobia pode ter muitas origens. Na maioria das vezes, a ansiedade é gerada pelo trauma sofrido durante a infância. Pode ser, por exemplo, um arranhão ou uma mordida de gato durante a infância.

Leia também
Conheça a "menina do algodão doce" que já encantou milhares de internautas

Também pode ocorrer em famílias supersticiosas que associam o gato ao infortúnio e que incutem esse tipo de crença nos mais jovens. Nunca é óbvio a origem exata de tal fobia. É, de fato, um mecanismo de defesa que uma pessoa põe em prática para evitar confrontar sua angústia. Ela prefere projetar sua ansiedade em um animal - nesse caso em gatos como parte da sua fobia.

Quais são os tratamentos para a ailurofobia?

Quando é incapacitante ao cotidiano e altera a qualidade de vida de um indivíduo, a ailurofobia deve ser tratada com psicoterapia. Nesse, a ailurofobia tem várias alternativas.

Ele pode optar por uma terapia cognitivo-comportamental, cujo objetivo será gradualmente levá-lo a encarar o próprio objeto de seu medo. Mas existem outras terapias, como a hipnose de Erickson, a terapia de dessensibilização e reprocessamento dos movimentos dos olhos (EDMR) ou a psicanálise.

• Danielle Pereira
Sem Internet
Verifique suas configurações