Aglutininas irregulares: definição, função, como analisar os resultados de exames?
Aglutininas irregulares: definição, função, como analisar os resultados de exames?

Aglutininas irregulares: definição, função, como analisar os resultados de exames?

As aglutininas são anticorpos anormais que são dirigidos aos antígenos presentes na superfície das hemácias. Em certos casos, as estruturas produzidas pelo sistema imunitário podem conduzir a destruição dos glóbulos vermelhos.

Aglutininas irregulares, o que são?

Os anticorpos são elementos secretados quando é detectada a presença de agentes estranhos. Se elas também são anticorpos, as aglutininas irregulares, por outro lado, possuem um caráter potencialmente perigosas, porque elas atacam os glóbulos vermelhos dos pacientes.

Encontramos estes anticorpos atípicos em dois casos principais: a gravidez e uma transfusão sanguínea. Nos dois casos, o mecanismo imunitário é idêntico: o contato com o sangue do doador ou do feto vai desencadear uma resposta imunitária que vai traduzir-se em uma produção de anticorpos dirigidos contra o sangue "estrangeiro".

Em uma segunda gravidez ou uma nova transfusão, as aglutininas irregulares vão atacar os glóbulos vermelhos, que podem causar graves complicações médicas como choque transfusional ou doença hemolítica do recém-nascido.

A dosagem das aglutininas irregulares

A busca das aglutininas irregulares (RAI) é recomendada no caso de gravidez, de transfusões prévias e no caso de uma hemovigilância. Na mulher grávida sem transfusões precedentes, este exame é feito antes do fim do primeiro trimestre até o oitavo mês mas é mais comum nas mulheres com fator RH negativo. A procura dos anticorpos é efetuado a partir de uma amostra sanguínea obtida por punção venosa no braço. O material é posto em contato com diferentes células sanguíneas de múltiplos doadores para revelar a presença eventual de aglutininas que, neste caso, vão se manifestar.

Presença de aglutininas irregulares: o que significa?

O teste é considerado positivo quando aglutininas irregulares são detectadas. Nestes casos, exames complementares serão realizados para saber a quais tipos de antígenos eles são dirigidos. No caso de uma futura transfusão sanguínea, é essencial controlar a compatibilidade do sangue do doador e evitar o choque transfusional.

No caso de uma gravidez, o acompanhamento do desenvolvimento fetal será reforçado já que alguns anticorpos são pouco perigosos mas outros, como a aglutinina anti-D, anti- RH 4 ou anti-KELL, podem ser muito agressivos.

Falta de aglutininas irregulares: o que significa?

Se o exame não detecta aglutininas irregulares, o risco de incompatibilidade feto-maternal e transfusional é consideravelmente reduzida.

Escrito por Raposo Gabriela

Sem Internet
Verifique suas configurações