Ácido láctico: definição, função, como analisar os resultados?
Ácido láctico: definição, função, como analisar os resultados?

Ácido láctico: definição, função, como analisar os resultados?

O ácido lático é o que é chamado de ácido orgânico que desempenha um papel importante na produção de energia que os músculos precisam para funcionar. A substância da reação entre o ácido pirúvico e a lactato desidrogenase e, em alguns casos, é secretado em quantidades excessivas, o que pode ocasionar importantes consequências.

Ácido lático, o que é isso?

É encontrado nos músculos, coração, pele, rins e glóbulos vermelhos. Esse produto orgânico está envolvido em muitos mecanismos bioquímicos e é formado principalmente nos músculos durante um esforço intenso que requer um aumento da liberação de energia. Mas quando as células musculares são privadas de oxigênio, esse resíduo tende a proliferar excessivamente.

A principal indicação da dosagem do ácido láctico continua a ser a detecção de acidose láctica. Essa complicação, observada principalmente no contexto de diabetes ruim ou desequilibrada, resulta de uma concentração excessiva de ácido láctico, que tende a influenciar negativamente o equilíbrio do ácido-base do corpo humano.

A dosagem de ácido lático

O nível de ácido láctico é geralmente medido a partir de uma amostra de sangue colhida na dobra do cotovelo. Em alguns casos, a dosagem está associada aos gases sanguíneos, que fornecerão um inventário sobre a taxa de oxigenação e do equilíbrio ácido-base. A punção será então realizada dentro de uma artéria.

Esse tipo de exame realizado no hospital e em pacientes que apresentam sinais de hipóxia. A coleta quer seja feita via venosa ou arterial, o paciente deve estar em jejum. Também é possível medir o ácido lático no líquido cefalorraquidiano por meio de uma punção lombar. Essa alternativa é escolhida em caso de suspeita de meningite para determinar se sua natureza é viral ou bacteriana.

Se variam de acordo com a idade e o tipo de punção, os seguintes valores são admitidos como normais:

- adolescentes com menos de 15 anos de idade (punção venosa): nível de ácido láctico inferior a 2,85 mmol / l,

 - adulto (punção venosa): nível de ácido láctico inferior a 2,00 mmol / l.

Nível de ácido láctico muito baixo: o que isso significa?

Não existe um valor mínimo baixo o qual o nível de ácido láctico é susceptível em assumir um caráter patológico.

Nível de ácido láctico muito alto: o que isso significa?

Uma concentração sanguínea de ácido láctico superior ao normal quase sempre indica má oxigenação tecidual. Esse distúrbio pode ter origens diferentes. Pode ser causada por deficiência de vitamina B, insuficiência cardíaca, hepatite, dificuldades respiratórias ou doença renal.Infarto do miocárdio também é susceptível de causar esse tipo de elevação. Mas também pode resultar de intoxicação por álcool, intoxicação com monóxido de carbono ou outros produtos químicos.

Escrito por Danielle Pereira

Sem Internet
Verifique suas configurações