Síndrome de Wernicke-Korsakoff: definição, sintomas e tratamento.

Síndrome de Wernicke-Korsakoff: definição, sintomas e tratamento.

A síndrome de Wernicke-Korsakoff é uma patologia ligada à deficiência de vitamina B1 que afeta principalmente os alcoólicos crônicos. Isso causa lesões irreversíveis em certas regiões do cérebro.

Definição: o que é síndrome de Wernicke-Korsakoff?

A síndrome de Wernicke-Korsakoff é caracterizada por distúrbios cognitivos, incluindo a perda da memória de curto prazo e uma desorientação espaço-temporal. Ela ocorre quando uma pessoa tem um deficit de vitamina B1 e afeta principalmente alcoólicos crônicos, mas às vezes também afeta pessoas que sofrem de desnutrição grave.

Esta deficiência em vitamina B1 (tiamina) por um período muito longo pode causar lesões na região central do cérebro, que é a responsável pela memória. Essas lesões cerebrais (irreversíveis) são responsáveis pela síndrome de Wernicke-Korsakoff.

Sintomas da síndrome de Wernicke-Korsakoff

Os sintomas da síndrome de Wernicke-Korsakoff variam de pessoa para pessoa, mas a perda de memória é recorrente em todos os pacientes. Outros sintomas são:

- Problemas graves da memória de curto prazo;

- Fabulação (a pessoa doente pode inventar fatos e histórias para compensar a perda de memória);

- Desorientação no tempo e no espaço;

- Falsos reconhecimentos (o doente se engana sobre a identidade de certas pessoas);

- Inflamação do tecido nervoso;

- Problemas para equilibrar-se ou caminhar, tremores;

- Transtornos de humor (depressão, ansiedade, período de euforia);

- Apatia;

- Comportamentos e discursos repetitivos.

Causas da síndrome de Wernicke-Korsakoff

A síndrome de Wernicke-Korsakoff é causada pela déficit de tiamina (vitamina B1), que geralmente está associada ao alcoolismo crônico e deficiências nutricionais. Muitas vezes surge após uma encefalopatia Gayet-Wernicke mal tratada ou não tratada, mas também pode ocorrer de forma independente.

A síndrome de Wernicke-Korsakoff ocorre quando o cérebro é privado da vitamina B1 por um período prolongado. Esta vitamina tem o papel na assimilação de alimentos e na transformação de glicose em energia. Quando o cérebro é privado dela, aparecem lesões.

Tratamento da síndrome de Wernicke-Korsakoff

A síndrome de Wernicke-Korsakoff não pode ser curada e as lesões no cérebro são irreversíveis. Será, portanto, impossível que a pessoa atingida recupere seu estado anterior. O paciente deverá receber uma suplementação urgente de vitamina B1 e manter uma dieta equilibrada. Um acompanhamento estruturado por diferentes especialistas (nutricionista, psicólogo, alcoólogo) também é aconselhável.

• Marcos Silva