Síndrome de Münchhausen: definição, casos e tratamento

Síndrome de Münchhausen: definição, casos e tratamento

A síndrome de Münchhausen é um distúrbio psicológico que consiste em simular doenças com o objetivo de receber atendimento médico. É uma condição patológica séria que pode levar a pessoa a tomar medicação ou à automutilação para provocar os sintomas.

O que é a síndrome de Münchhausen?

A síndrome de Münchhausen leva o nome do barão de Münchhausen, um oficial com histórias absurdas que se tornou o personagem principal de um romance de Rudolph Erich Raspe.

As pessoas com síndrome de Münchhausen inventam doenças para atrair a atenção dos médicos, serem hospitalizadas e, às vezes, submeter-se a cirurgias desnecessárias. Estes "pacientes falsos" descrevem sintomas imaginários para convencer os médicos de que eles realmente têm uma doença.

Para conseguir isso, eles são capazes de tomar medicamentos para desencadear sintomas que simulem doenças. Geralmente a pessoa conhece muito bem a doença escolhida e tentará levar o médico ao diagnóstico desejado.

Existe uma variação da síndrome de Münchhausen que se chama síndrome de Münchhausen por procuração. Neste caso, trata-se de um responsável, na maioria das vezes a mãe, que inventa doenças falsas para seu filho, sempre para atrair a atenção dos médicos. A mãe provoca sintomas em seu filho, principalmente fazendo-o ingerir medicamentos, para que um médico diagnostique uma doença ou prescreva um tratamento.

As consequências da síndrome de Münchhausen por procuração podem ser graves porque a criança abusada, que gozava de plena saúde, sofre vários tratamentos e até mesmo cirurgias, que podem lhe causar sequelas irreversíveis. A síndrome de Münchhausen por procuração é considerada uma forma de abuso infantil.

Síndrome de Münchhausen: quais são os sintomas?

Como a síndrome de Münchhausen é baseada na invenção de doenças falsas, os sintomas descritos pelos pacientes podem ser múltiplos e variados. Depois de ter escolhido uma doença, a pessoa irá estudá-la e encontrará meios para causar seus sintomas. Para conseguir isso, ela pode, por exemplo, envenenar-se ou provocar vários ferimentos em si mesma. Estes são alguns sinais e indícios que podem alertar pessoas próximas ou médicos para uma possível síndrome de Münchhausen:

- As pessoas descrevem os seguintes sintomas característicos: febre, sangramento, vômitos, convulsões ou acidentes domésticos;

- Ausência de efeitos dos medicamentos prescritos;

- O fato de as crianças se recuperarem na ausência de pais;

- Os sintomas aparecem somente quando a pessoa está sozinha e não pode ser examinada pelo médico;

- Múltiplos casos de doenças raras no mesmo paciente;

- O paciente tem um grande registro médico em vários hospitais;

- Presença de várias cicatrizes devido a operações cirúrgicas;

- Para casos de síndrome de Münchhausen por procuração, a mãe pode falsificar as análises (adicionando sangue à urina, por exemplo) e tentar influenciar as prescrições do médico.

Causas da síndrome de Münchhausen

As causas da síndrome de Münchhausen não são conhecidas, mas muitas das pessoas afetadas apresentam transtornos de personalidade. Algumas foram traumatizadas na infância e outras vivem em situações familiares conflitantes.

Não há nenhuma estatística oficial sobre o número de pessoas com síndrome de Münchhausen, mas parece que homens são mais afetados pela forma simples, enquanto as mulheres são mais afetadas pela síndrome por procuração. Observa-se que essas mulheres geralmente crescem em um ambiente médico ou paramédico.

Tratamento da síndrome de Münchhausen

A síndrome de Münchhausen é um transtorno psicológico complexo e por isso seu tratamento também é. Pode ser difícil fazer as pessoas entenderem que têm essa síndrome. Elas geralmente entram em negação e se recusam a admitir sua patologia.

A hospitalização muitas vezes é necessária para tratar do paciente. É preciso não somente que ele não tenha mais acesso a drogas, mas que ele também seja avaliado por um psicólogo ou um psiquiatra. Em um caso de síndrome de Münchhausen por procuração, às vezes a criança precisa ser separada da mãe para ser protegida de suas ações.

Em todos os casos, a terapia é indispensável para entender a origem da síndrome de Münchhausen.

• Marcos Silva