Quimioterapia

A quimioterapia é um tratamento utilizado principalmente na luta contra certos tipos de câncer. Existem dois tipos: a quimioterapia adjuvante e a neoadjuvante. Muito complicada e incômoda, ela traz vários efeitos colaterais.

O que é quimioterapia?

A quimioterapia é uma terapia que consiste na administração de medicamentos para eliminar as células cancerosas ou impedir sua proliferação. Este tratamento, muitas vezes combinado à radioterapia ou à cirurgia, é usado principalmente para combater um grande número de cânceres.

Existe um frágil equilíbrio no número de células do corpo humano. Quando uma célula se torna anormal, ela se divide e se multiplica de fora incontrolável e, dessa maneira, se forma um tumor. O objetivo da quimioterapia é atacar os fatores de crescimento das células cancerosas e parar sua proliferação.

Existem dois tipos de quimioterapia, dependendo do momento em que é administrada. A quimioterapia neoadjuvante é usada antes de uma cirurgia ou da radioterapia e visa reduzir o tumor. Por outro lado, a quimioterapia adjuvante é administrada após a cirurgia e tem como objetivo eliminar as células cancerosas.

Modos de administração da quimioterapia

A administração dos medicamentos pode ser feita de várias maneiras. A mais comum é por via intravenosa, ou seja, por injeção direta nas veias por meio de uma perfusão. Ela é feita no hospital em sessões que têm duração e frequência variáveis de acordo com as pessoas envolvidas. Entre um ciclo e outro é previsto um período de descanso para permitir que as células saudáveis repousem e para que o corpo recupere as forças.

A quimioterapia também pode ser administrada por via oral, o que permite seguir o tratamento sem ter a obrigação de ir ao hospital e adaptar-se mais facilmente às atividades diárias e sociais. A eficácia do tratamento depende do paciente e de sua capacidade de segui-lo corretamente, respeitando estritamente a posologia prescrita pelo médico. Isso é muito individual e estabelecido pelo médico, levando em conta o estado de saúde, a doença, os antecedentes do paciente, e, dependendo do caso, a área de superfície corporal.

Efeitos colaterais da quimioterapia

A quimioterapia ataca todas as células que se multiplicam rapidamente, o que é o caso das células cancerosas. No entanto, ela também pode se prender às células saudáveis do organismo, como os glóbulos brancos, que desempenham um papel essencial no sistema imunológico. Por isso aparecem efeitos colaterais indesejáveis que variam de acordo com cada indivíduo, os medicamentos utilizados e sua dosagem. Podem ocorrer:

- Queda de cabelo (alopecia) progressiva e geralmente temporária

- Náuseas e vômitos, começando, na maioria das vezes, à noite ou no dia seguinte à perfusão

- Diarreias

- Doenças da pele

- Dormência nas mãos ou pés

- Unhas quebradiças

- Lesões no interior da boca

- Dores musculares

- Problemas cardíacos

Publicado por -