Neuropatia

A neuropatia é um transtorno que atinge o sistema nervoso periférico. Podemos identificar vários tipos de neuropatia de acordo com a causa ou o nervo afetado: neuropatia periférica, neuropatia diabética, neuropatia axonal etc.

Definição: o que é a neuropatia?

A neuropatia, ou neuropatia periférica, é um transtorno que atinge o sistema nervoso periférico. Este último é uma grande rede de nervos que conecta o sistema nervoso central (que compreende o encéfalo e a medula espinhal) ao resto do corpo. São estes nervos periféricos que transmitem as informações motoras e sensoriais.

Em caso da neuropatia periférica, estes nervos deixam de funcionar corretamente. O distúrbio pode atacar apenas um nervo ou danificar vários.

Tipos de neuropatia

É possível distinguir diferentes tipos de neuropatia de acordo com a causa ou o nervo atingido.

- Neuropatia diabética: É uma das complicações crônicas mais frequentes da diabetes. A hiperglicemia (excesso de açúcar no sangue) é a principal causa do surgimento da neuropatia diabética. O controle da taxa glicêmica é, portanto, indispensável para prevenir a doença, já que quanto maior é o desequilíbrio, maiores são os riscos.

- Neuropatia sensitiva: ela atinge um neurônio sensorial e pode afetar diferentes tipos de sensibilidade de acordo com o nervo atacado, como a sensibilidade à dor, a sensibilidade fina ou a sensibilidade térmica.

- Neuropatia óptica: O transtorno ocorre no nervo óptico e pode ser responsável por uma perda parcial ou total da visão.

- Neuropatia axonal: ela se localiza na região dos axônios, terminações dos neurônios que conduzem o sinal elétrico, e, portanto, a informação. Ela pode ser o resultado de uma lesão grave no nervo ou ser desencadeada por uma doença.

- Neuropatia alcoólica: É uma complicação da intoxicação alcoólica crônica. Ela é favorecida quando associada ao consumo de tabaco.

- Polineuropatia: Chamamos de polineuropatia os casos em que múltiplos nervos periféricos são atingidos.

Sintomas da neuropatia

Os sintomas da neuropatia periférica dependem do nervo atingido. Geralmente, os primeiros sinais são sensações de queimação e de formigamento nos braços ou pernas. Constata-se também uma perda de força muscular assim como cólicas ou espasmos.

Essas lesões nervosas também podem causar várias complicações como taquicardia, pressão sanguínea anormal, transtornos respiratórios, problemas sexuais, constipação etc.

Tratamento da neuropatia

A primeira etapa do tratamento da neuropatia periférica é tratar a causa das lesões nervosas. No caso da neuropatia diabética, controlar a taxa de glicemia pode levar à cura. Da mesma forma, nos casos de neuropatia alcoólica, é imperativo deixar de consumir álcool e de fumar.

A fisioterapia pode ajudar a reforçar os músculos dos braços ou das pernas. Em alguns casos, é necessário fazer uma cirurgia para reparar os nervos periféricos.

Publicado por -