Sem mais desculpas: bodybuilders africanos impressionam o mundo

Sem mais desculpas: bodybuilders africanos impressionam o mundo

Bodybuilders africanos deixam o resto do mundo para trás. Mesmo com falta de recursos, provam que tudo é possível.

Bodybuilder africanos mostram que não há desculpas quando o assunto é treino. Mesmo com falta de recursos, eles impressionam com seus físicos naturais e treinos improvisados. Todos os pesos e equipamentos foram feitos à mão, usando sucata de automóveis, concreto e materiais de construção inutilizados. Enquanto estamos nos dando desculpas como tempo, procurar a melhor academia ou até preguiça, esses bodybuilders provam que basta querer. "O ferro nunca mente. 100 quilos são sempre 100 quilos" e "Coma muito, levante muito e cresça muito" são alguns de seus lemas.

Leia também
Os maiores bodybuilders da história

A química de seus corpos e sua nutrição são favoráveis para o treino na África. No ocidente, os níveis de testosterona são muito baixos, enquanto que na África os níveis são os mais elevados. Essa é uma das chaves para o crescimento muscular. Outro fator é a alimentação. A culinária no continente africano é muito mais rica em nutrientes e mais naturais. Kulbila “Titanium” Samuel, um dos mais famosos bodybuilders africanos, conta que sua dieta é baseada em arroz, feijão, batata-doce, peixes, ovos, repolho, aveia, etc. Sem fazer uso de suplementos, Samuel consome apenas alimentos naturais e integrais para se manter em forma e atingir um corpo massivo. Também conta que foge a todo custo das "porcarias" e "fast foods" para ficar sarado. Um conselho que ele dá é: "Não desista de treinar porque você tem poucos recursos".

• Pedro Souza
Leia mais