Fibromialgia

A fibromialgia é uma síndrome cujos sintomas principais são dores articulares e musculares. De causa desconhecida, é objeto de muitas pesquisas. Seu diagnóstico ainda é difícil e seu tratamento é sintomático.

Definição: O que é fibromialgia?

A fibromialgia, ou síndrome da fibromialgia, é uma síndrome caracterizada por dores musculares e articulares, assim como um grande cansaço e distúrbios do sono. Estima-se que, em média, entre 2% e 10% das pessoas no mundo são afetadas pela doença. Geralmente, as mais afetadas são as mulheres (80% dos casos) entre 30 e 60 anos.

A fibromialgia não é uma doença grave. De fato, não causa nenhuma complicação séria para o corpo humano e não leva à perda da autonomia. No entanto, ela se mostra extremamente debilitante e difícil para as pessoas doentes.

A fibromialgia não deve ser confundida com a síndrome da fadiga crônica (ou encefalomielite miálgica). Com os mesmos sintomas, é difícil diferenciar as duas doenças. Na fibromialgia, as dores são predominantes e, no caso da síndrome de fadiga crônica, o que predomina é um grande cansaço.

Sintomas da fibromialgia

O principal sintoma da fibromialgia é a presença de uma dor generalizada e rigidez nos músculos. Esta rigidez pode ocorrer em muitos lugares, mas geralmente são localizadas no pescoço e nos ombros. Distúrbios do sono também são constatados, resultando, na maior parte do tempo, em uma fadiga intensa que dura o dia todo e que o repouso não resolve.

Alguns sintomas menos característicos também podem aparecer:

Enxaquecas e dores de cabeça

- Intestino irritável (prisão de ventre, diarreia, dores abdominais)

- Problemas cognitivos menores (problemas de concentração ou de memória)

- Humor instável

- Depressão

- Zumbidos

- Pernas pesadas

Causas da fibromialgia

A fibromialgia ainda é pouco compreendida. Infelizmente as causas do aparecimento destes sintomas não são conhecidas. Os cientistas ainda não são capazes de descobrir quais inflamações ou lesões poderiam explicar a doença.

Diversos estudos apresentaram várias hipóteses, como uma hipersensibilidade à dor, uma infecção viral ou uma anomalia do sistema nervoso central ou muscular.

Diagnóstico da fibromialgia

O diagnóstico da fibromialgia é difícil de ser feito porque não há nenhum exame médico específico para doença. Além disso, a diversidade dos sintomas e suas semelhanças em relação a outras síndromes existentes tornam a tarefa ainda mais árdua. A fibromialgia muitas vezes é diagnosticada muito tarde.

O médico se baseia em um exame físico e nos antecedentes médicos para fazer seu diagnóstico. Dezoito pontos sensíveis característicos da fibromialgia, onde a dor é mais intensa, também são examinados. É comum considerar que o paciente tenha fibromialgia a partir de onze pontos dolorosos. No entanto, este número é completamente arbitrário e, portanto, sujeito a debate entre os médicos.

Tratamento: O que fazer em caso de fibromialgia?

Não existe nenhum tratamento eficaz contra a fibromialgia. Algumas medidas, porém, podem ser tomadas para aliviar a dor sentida pelos pacientes. Geralmente alguns medicamentos, como analgésicos opioides sintéticos (tramadol é o mais eficaz), analgésicos opioides naturais (morfina) ou antidepressivos são prescritos pelos médicos.

Alguns tratamentos sem remédios também são eficazes. É aconselhável fazer exercícios físicos como aeróbica, descansar ou seguir uma cura termal. Os banhos em águas quentes realmente podem trazer um alívio rápido.

Publicado por -