Angioma

Angioma é um termo genérico que se refere a várias anomalias vasculares. Existem diversos tipos de angioma de acordo com a forma e origem.

Definição: o que é um angioma?

Um angioma é uma anomalia dos vasos sanguíneos ou linfáticos. Trata-se de um termo genérico que agrupa várias anomalias vasculares. Os angiomas se manifestam através da aparição de manchas vermelhas características sobre a pele. Estima-se que cerca de uma em cada dez crianças é atingida, especialmente as meninas. Apesar de geralmente serem benignos, devem ser tratados assim que surgirem complicações.

Tipos de angioma

É possível identificar vários tipos de angioma, que são divididos em dois grupos principais de acordo com sua origem: os hemangiomas e as malformações vasculares. Os hemangiomas são tumores benignos que, na maioria das vezes, aparecem no nascimento, evoluem até os 6 ou 12 meses e depois regridem naturalmente com a idade. Também são chamados de nódoa.

Já as malformações vasculares são anomalias que não desaparecem com o tempo. Entre elas, encontra-se o angioma plano, vulgarmente chamado de “mancha-de-vinho-do-porto” ou “marca de nascença”. Trata-se de uma mancha vermelha e sem relevo que geralmente existe desde o nascimento e permanece por toda a vida sem evoluir.

Em algumas situações, o angioma pode estar associado a anomalias mais graves. É o caso, por exemplo, da síndrome Sturge-Weber que é um angioma acompanhado de transtornos neurológicos como epilepsia ou convulsões.

O angioma estelar é uma pequena lesão vascular em forma de estrela que geralmente surge no rosto e nas mãos. Na maioria das vezes, ele costuma surgir em pessoas portadoras de uma insuficiência hepática, como a cirrose, ou ainda durante a gravidez.

O angioma cavernoso ou carcinoma cerebral é uma malformação situada na região do cérebro ou da medula espinhal. Ele raramente é diagnosticado, a menos que provoque hemorragias cerebrais ou convulsões.

Quando as malformações surgem na região dos vasos linfáticos, denominamos de linfangioma.

Tratamento do angioma

Geralmente os angiomas são benignos e não requerem tratamento. No entanto, podem provocar um desconforto, seja ele estético ou funcional (nos movimentos). Neste caso, é possível removê-los.

Duas técnicas podem ser usadas de acordo com o tamanho e a localização do angioma. A utilização do laser clareia a pele e faz as manchas desaparecerem, além de permitir a coagulação dos vasos anormais no local do angioma. Também é possível realizar uma intervenção cirúrgica que retira completamente a mancha da pele.

Publicado por -